Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

Citações de sabedoria

Imagem
Citações de Tenzin Gyatso, o XIV Dalai Lama, líder espiritual do Tibet Para os tibetanos, Dalai Lama é uma espécie de ' emissor cósmico", um nó de forças através do qual as energias divinas, as energias da compaixão são difundidas sobre o universo e mais particularmente sobre o povo tibetano. * Aquele que semeia e cultiva a verdade, aquele que é compassivo para com todos os seres humanos, aquele que ama os seus inimigos, só este conhece a luz. * Os objetos não são vazios em si mesmos. A concepção justa da vacuidade não se refere ao objeto, mas ao sujeito. O estado de vacuidade é um estado de não-apego. As coisas são vistas como elas são, sem buscar encerrá-las nos nossos conceitos ou nos nossos desejos. * O fato de haver uma grande diversidade de religiões no mundo é uma boa coisa boa. * Um coração humilde e doce não é propriedade de nenhuma religião, de nenhuma raça. Todas as pessoas, sem excessão, têm o dever e a capacidade de desenvolver em si mesmas es

CURSO: Astrologia e Psicologia de Carl G Jung, 27 e 28 de novembro

Imagem
Objetivos do Curso Fazer aproximações e entrelaçamentos entre os fundamentos da Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung e os fundamentos da Astrologia Psicológica. Do ponto de vista teórico, quais seriam os pontos que existem em comum entre estes dois abrangentes campos de conhecimento? Tópicos teóricos da Psicologia Analítica -Inconsciente Coletivo e Arquétipos -Quatro tipos Psicológicos ou quatro funções da consciência: pensamento, sentimento, sensação e intuição. -Complexos, Sombra -Processo de Individuação -Sincronicidade- Coincidências “a-causais”, que têm um significado. Tópicos teóricos relacionados à Astrologia: -Zodíaco, Signos , Planetas . -Os quatro elementos: Fogo, Ar, Terra e Água. -Subpersonalidades do mapa natal. Saturno e Plutão. -Ciclos planetários e o desenvolvimento da personalidade. -Sincronicidade e tempo qualitativo. INTRODUÇÂO As incursões no campo da Psicologia começaram a influenciar a astrologia de forma marcante a partir da década de 30. E

Os quatro elementos - Terra

Imagem
Por Tereza Kawall É comum aos indivíduos com ênfase nesse elemento um contato estreito com os sentidos físicos e com a realidade do mundo material e tangível. Seu universo precisa de direção e utilidade, pois têm um forte senso de dever. A natureza construtiva dos signos de terra é direcionada para a praticidade: ocupam-se com tudo aquilo que pragmático e sólido. Seu enfoque básico é a funcionalidade das coisas. Norteado pelas sensações, deixa as considerações teóricas e intuições para segundo plano. Esta atitude acaba por restringi-los, pois lhes dá uma visão mais estreita, presa ao mundo das formas, o que anula qualquer outra maneira de apreensão da realidade. Por serem cautelosos, tudo o que empreendem é minuciosamente calculado e organizado. São dignos de confiança, disciplinados, amantes da ordem e da precisão. O tipo terra sente-se à vontade com o seu corpo, sabendo expressar sem dificuldade seus desejos físicos. É bem típico dos signos de terra a inclusão do corpo e seus pro

Os quatro elementos - Ar

Imagem
Por Tereza Kawall Na Astrologia, o ar é o elemento do intelecto e simboliza o mundo das idéias e das palavras. É considerado um elemento positivo ou masculino, cuja função é estimular as trocas com o meio ambiente, a comunicação e a expressão. Os signos de as são os mais sociáveis e tem a habilidade de se afastar da experiência mais concreta, o que lhes dá a visão de perspectiva sobre o mundo e as pessoas. São por isso ótimos companheiros e amigos. Necessitam partilhar as experiências da vida e são ávidos por todo o tipo de estímulo intelectual e cultural, adaptando-se rapidamente às situações novas. No nível pessoal raramente demonstram os seus sentimentos mais íntimos: são vistos como pessoas frias ou indiferentes, que racionalizam os sentimentos e não gostam de excessos emocionais. Precisam entender e questionar tudo, esquivam-se de formas de pensamento toscas ou primitivas. Na vida social e profissional os tipos aéreos são atraídos por atividades na área da comunicação, pois s

Os quatro elementos - Água

Imagem
Por Tereza Kawa ll No conhecimento astrológico, a água representa o mundo dos sentimentos, a vida instintiva, íntima a subjetiva. Pessoas cujos mapas têm ênfase nesse elemento falam a língua do coração e por isso são muitas vezes irracionais, permeáveis e mesmo imprevisíveis. Suas atitudes ás vezes infantis, pois como crianças esperam do mundo respostas de aprovação e afeto. Os signos de água são os mais enigmáticos do Zodíaco. Receptivos, envolvem-se profundamente nos relacionamentos pessoais, pois sabem “ mergulhar” na intimidade do outro. Sua noção de realidade depende daquilo que podem sentir, o que os torna aptos a grande a decepções amorosas. Em nome da paixão e da entrega, os tipos de água absorvem tanto o parceiro que terminam por paralisá-lo, sendo notadamente este o elemento que desconhece os limites na relação amorosa. De temperamento sensível e intuitivo, possuem uma imaginação muito criativa, deliciam- se com suas próprias fantasias e devaneios. Na vida soci

O Numinoso na natureza

Imagem
“ Em alguns casos, esta experiência foi vivida na grande natureza. Não foi somente uma experiência de beleza, a beleza estética de um por do sol ou de uma paisagem magnífica. Foi um momento, enquanto caminhávamos na floresta, ou ao pé de uma montanha, e de repente, nós paramos. Estávamos lá. Sentíamos nossos pés no chão , sentíamos o cheiro do musgo. Não estávamos em um estado alterado de consciência, em um estado secundário. Estávamos mesmo lá. Ao mesmo tempo havia um silêncio no coração e na inteligência. Compreendíamos com o corpo o que líamos nos livros de física. Havia uma interconexão com todos os elementos do universo. Neste momento, não era eu que olhava a árvore, mas eu sentia também que a árvore me olhava, que me envolvia com a sua presença. Que a seiva que estava nela e o sangue que estavam em mim eram da mesma família. Pode-se traduzir esta experiência em termos científicos. Pode-se traduzi-la em termos poéticos. Pode-se traduzi-la nas palavras de São Francisco de Assis,