Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2019

CARTA JUNG E SERRANO - CÍRCULO HERMÉTICO

Imagem
“Ser é fazer e criar. Nossa existência, porém, não depende unicamente de nossa vontade própria, porque nosso fazer e criar dependem em grande parte do domínio do Inconsciente. Eu não estou somente projetando-me a partir do meu ego, mas também fui feito para ser criativo e ativo; permanecer imóvel é bom apensas para alguns que foram demasiado ativos ou erradamente ativos. Caso contrário, é um artifício não natural que interfere necessariamente com nossa natureza. Crescemos, florescemos e murchamos, e a morte é quietude última, ou assim parece ser. Mas muito depende do espírito, isto é, do sentido ou significado segundo o qual fazemos e criamos ou, em outras palavras, do sentido segundo o qual vivemos. Esse espírito expressa-se ou manifesta-se numa Verdade, que é inequívoca e absolutamente convincente para a totalidade do meu ser, embora o intelecto, em seu perambular sem fim, continuará sempre com   seus “mas” e seus “talvez”, que, contudo, não deveriam ser suprimidos , mas

ANIMUS E O PAI

Imagem
   “De maneira normal o homem somente chega a conhecer a sua anima quando a projeta; o mesmo se dá com a mulher e seu Sol escuro. Se ela tem Eros em ordem, também seu Sol não será escuro demais, e o portador correspondente dessa projeção talvez até signifique uma compensação útil.  Se houver algo errado com Eros ( infidelidade ao próprio amor!) então corresponde à escuridão de seu Sol uma pessoa masculina possuída pela anima, “ que tira do barril para servir” um espírito de qualidade inferior, tão embriagante como álcool forte. O Sol escuro da psicologia masculina feminina está relacionado com a imagem do pai, pois de fato é o primeiro a encarnar para ela a imagem do animus ; é ele quem dá conteúdo e forma a essa imagem virtual, pois ele, em virtude do seu Logos se torna para a filha a fonte do “ espírito”.  Lamentavelmente, o jorro dessa fonte também pode turvar-se, quando se deveria supor aí água cristalina. O espírito que serve à mulher não é realmente um puro intelect

O CASAMENTO SAGRADO DO SOL E DA LUA

Imagem
                                                                               Sol e Lua , o rei a rainha na Alquimia Luna, como já foi cabalmente mencionado, é o oposto do Sol; por isso é fria, úmida, de luz fraca até à escuridão, feminina, corpórea, passiva, etc. De acordo com isso, seu papel mais importante é o de ser a parceira do Sol na conjunção. Como uma divindade feminina de brilho suave, é ela a amante. Já Plinius a chama   de “ femininum   ac molle sidus” ( astro feminino e suave). É sóror e sponsa ( irmã e noiva),   mater e uxor   Solis,   (mãe e mulher do Sol). Para ilustrar o relacionamento entre o Sol e a Lua, gostavam os alquimistas de empregar o Cântico dos Cânticos, como por exemplo a Aurora Consurgens I em suas “ confabulationes dolecti cum dilecta” ( conversas do amado com a amada). Em Atenas, o dia de lua nova era considerado a data mais favorável para o casamento, também é a tradição árabe casar-se na lua nova; o Sol e a Lua são cônjuges que se abraça