JUNG, A PSIQUE COLETIVA E A ASTROLOGIA



" Na realidade a astrologia floresce hoje como sempre.
Há uma biblioteca conceituada de livros e revistas de astrologia que são muito mais procurados do que as melhores obras científicas. Os europeus e americanos que solicitam horóscopos não se contam aos milhares, mas aos milhões. A astrologia é uma ocupação crescente..
Na realidade, a Christian Science inunda a America e a Europa. Centenas de milhares de pessoas, deste e do outro lado do oceano são adeptos ferrenhos da Teosofia e da antroposofia. Quem pensar que os rozacruzes são uma lenda do passado vê-los-ia ainda hoje vivos como outrora, se tivesse olhos abertos. A magia popular e as ciências ocultas também não morreram. Não acredite porém que só a ralé está ligada a essas superstições.
Todo mundo sabe que é preciso subir muito para encontrar os representantes do  outro princípio. Quem se interessar pela verdadeira psicologia humana deve considerar tais fatos. Se uma porcentagem tão grande do povo sente a necessidade inextinguível desse polo oposto ao espírito científico, então podemos estar certos de que a psique coletiva em todo o indivíduo - por mais que se incline para a ciência - possui na mesma medida esta exigência psicológica.
Um certo ceticismo e criticismo científico da nossa época não são mais do que compensações frustradas do impulso supersticioso, forte e profundamente enraizado na psique coletiva".

Carl Gustav Jung ( 1934)

Texto do livro: O eu e o inconsciente
Editora Vozes, página 141.

0 comentários: