Siga sua Vocação








Joseph Campbell (1904-1987)
Extraordinário professor de mitologia comparada, escritor e orador, autor de diversos livros dedicou sua vida à pesquisa da odisséia humana nos mitos de inúmeros povos, de diferentes épocas, e com sua forte intuição, encontrou semelhanças significativas e pontos em comum entre eles. Campbell considerava a mitologia “o canto do universo; a música da imaginação inspirada nas energias do corpo”.

Follow your bliss.

Esta é uma expressão marcante no trabalho de Campbell. A palavra bliss é freqüentemente traduzida como felicidade. No conceito campbelliano, porém, representa a busca pelo caminho pessoal, ainda que possamos passar por dores, alegrias, sofrimentos ou êxtase. Bliss é algo que não podemos deixar de fazer, é um chamado.

Dizia ele:
“O caminho para descobrir alguma coisa a respeito de sua própria felicidade é concentrar a atenção nesses momentos em que você se sente mais feliz, em que você está realmente feliz....Isso exige um pouco de auto-análise. O que é que o torna feliz? Não arrede o pé daí, não importa o que as pessoas digam. Isso é o que eu chamo de “perseguir a sua bem-aventurança”.

“Minha formula geral para meus estudantes é: persiga a sua bem- aventurança. Ache onde ela está e não tenha medo de segui-la, as portas se abrirão onde você não imaginaria que elas estivessem”

Este é o chamado presente na jornada herói, presente em tantas culturas, a busca por aquilo que realmente importa, a rota da individualidade, onde será forjada a consciência do si-mesmo, do Self.

“A jornada do herói representa a coragem de procurar as profundezas; a imagem do renascimento criativo; o eterno ciclo de mudanças dentro de nós; a misteriosa descoberta de que o buscador é o próprio mistério que ele busca conhecer. A jornada do herói é um símbolo que, no sentido original do termo, liga duas idéias distantes , a busca espiritual dos antigos com a moderna procura de identidade, “sempre a mesma história que encontramos, sob formas mutáveis e, no entanto, maravilhosamente constante”.




Phil Cousineau, introdução ao livro A Jornada do Herói, de Joseph Campbell,
eEditora Ágora,2003)

1 comentários:

  • Diva | 17 de dezembro de 2008 22:55

    Olá Tereza,

    Obrigada pela sua visita ao meu blog, o que permitiu que eu também conhecesse o seu, e assim, um pouco de você. Há tanta coisa inútil, na internet e, às vezes, a gente nem vê coisas tão belas quanto os textos que voce pinçou, ou os de sua autoria. Adorei a seleção, especialmente esse extraído do Campbell. Beijo grande e um ótimo Natal para você.
    Divani