Postagens

Mostrando postagens de 2012

ESPIRITUALIDADE E RELIGIÃO

Imagem
Por Frei Betto Espiritualidade e religião se complementam mas não se confundem. A espiritualidade existe desde que o ser humano irrompeu na natureza, há mais de 200 mil anos. As religiões são recentes, não ultrapassam oito mil anos de existência. A religião é a institucionalização da espiritualidade, assim como a família é do amor. Há relações amorosas sem constituir família. Do mesmo modo, há quem cultive sua espiritualidade sem se identificar com uma religião. Há inclusive espiritualidade institucionalizada sem ser religião, como é o caso do budismo, uma filosofia de vida. As religiões, em princípio, deveriam ser fonte e expressão de espiritualidades. Nem sempre isso ocorre. Em geral, a religião se apresenta como um catálogo de regras, crenças e proibições, enquanto a espiritualidade é livre e criativa. Na religião, predomina a voz exterior, da autoridade religiosa. Na espiritualidade, a voz interior, o “toque” divino. A religião é uma instituição; a espiritual

NÃO ME FALEM MAL DE SATURNO

Imagem
Texto lindo e elucidativo de Emma Costet de Mascheville Se a primeira questão que o estudante de Astrologia enfrenta é a do “determinismo” x “livre-arbítrio”, a segunda é o problema do “bem” e do “mal”. No início, todos tem a preocupação de saber se o planeta regente do mapa que estudam é benéfico ou maléfico, se o signo zodiacal é favorável ou desfavorável. Se procuramos algum benefício no estudo da astrologia, devemos varrer desde o princípio todos estes preconceitos. Como seria possível que o Criador, na Sua sabedoria, tivesse criado acima e ao redor de nós forças, irradiações, que nos sujeitassem necessariamente ao mal só para depois sermos condenados pelo próprio Omnijusto? Toda Criação fala do Criador e por isto tudo o que está na natureza expressa a Sua sabedoria. Nossa incapacidade de compreender as leis divinas da natureza, nossa luta contra a Sua sabedoria, causam o nosso sofrimento- e não os planetas e signos zodiacais. Todos eles produzem em nós energias,

SER FELIZ

Imagem
SER FELIZ Por Augusto Cury Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não t

INDIVIDUAÇÃO

Imagem
Individuação, o caminho para o centro Para Von Franz, a individuação não é um fenômeno que se restringe à terapia junguiana. Trata-se, antes de mais nada, de um caminho natural para a maturidade.Este pode ser conseguido tanto solitária quanto coletivamente, por exemplo, dentro de uma tradição espiritual. O papel do terapeuta nesse processo se assemelharia ao de uma “ parteira”, que auxiliaria na iluminação ( conscientização) do que a natureza e a cultura ofereceram ao indivíduo. Se biologicamente todo ser vivo tem um potencial ( como o genético) para tornar-se o que está destinado a ser, a individuação pode ser considerada uma expressão psíquica desse processo biológico. Para Perry, um dos grandes feitos de Jung foi considerar o movimento para o crescimento e inteireza psíquica um impulso instintivo. Com isso, pode-se depreender do processo de individuação que: a) é algo natural a todas as pessoas b) manifesta-se espontaneamente c) não é comandado pelo E

SUCESSO

Imagem
"Visualizações ou afirmações de sucesso fortalecem a mente subconsciente que, por sua vez, estimula a mente consciente. No entanto, a mente consciente ainda precisa concretizar o sucesso e fica condicionada à lei de causa e efeito. Ela não pode mudar nosso karma para nos trazer o sucesso. Mas quando a mente humana consegue fazer contato com Deus, a mente supra-consciente pode estar certa do êxito, devido ao poder sem limites de Deus. Pense na Abundância Divina como uma chuva deliciosamente refrescante - qualquer receptáculo que você tiver à mão a recolherá. Se você empunhar um copo pequeno, só terá isso; se trouxer um barril, ele ficará cheio até as bordas. Que tipo de receptáculo você preparou para a Abundância Divina? Talvez ele esteja apresentando algum defeito. Conserte-o então, jogando fora o medo, o ódio, a dúvida e a inveja; e, seguida, lave-o com as águas purificadoras da paz, da tranquilidade, da devoção e do amor. A Divina Abundância segue e lei do serviço e

VÊNUS EM SIGNOS DE AR

Imagem
John Lennon e Yoko Ono, forte presença do elemento ar em suas cartas natais. Ele, com Sol em Libra e Lua em Aquário, ela com Sol e Vênus em Aquário: um amor original, em que ideais políticos, humanitários e pouco convencionais deixaram um rico legado para gerações !  Por Tereza Kawall Venus no elemento AR Esse elemento corresponde à função do pensamento abstrato, das trocas intelectuais, simbolizando os movimentos, a flexibilidade e a adaptação ao meio. Em signos de ar, Vênus geralmente implica numa necessidade de entendimento e comunicação n as questões relativas ao amor e sexo. Embora muito sensíveis, são pessoas que podem transmitir uma sensação de distanciamento ou indiferença nos relacionamentos. Sua natureza intelectual não os permite perder jamais a visão de perspectiva e objetividade em relação às suas emoções ou à sua vida sentimental. Parecem ter um comportamento infantil e descontraído, mas magoam-se com facilidade. Sedutoras por natureza, são pessoas charmosa

VÊNUS NOS SIGNOS DE TERRA

Imagem
Por Tereza Kawall Vênus em signos de Terra Temos aqui um elemento feminino, e portanto, fecundo e receptivo, símbolo da segurança , da materialidade e do mundo das formas. Pessoas com ênfase neste elemento ocupam-se basicamente com tudo o que é prático, tangível e sólido. Vênus em signos do elemento terra caracteriza uma expressão amorosa que se manifesta por atitudes práticas e objetivas e muito particularmente por sensações físicas e instintivas. Predomina aqui o sentido de responsabilidade por aqueles que a pessoa ama e quer bem: às vezes a preocupação torna-se exagerada! De qualquer maneira são os tipos mais fiéis e provedores do zodíaco. Essa posição de Vênus assinala uma forte sensualidade e impulsos para obter o prazer através do corpo, embora isso possa se manifestar de forma contida ou controlada, especialmente se esse planeta estiver em signos de Virgem ou Capricórnio. Vênus em Touro Aqui Vênus está em seu próprio signo, exaltando portando as suas ca

VÊNUS EM SIGNOS DE FOGO

Imagem
Por Tereza Kawall Vênus no elemento fogo Neste elemento a natureza sentimental se expressa por atitudes teatrais, francas e muito contagiantes. A energia venusiana torna-se transbordante, típica de indivíduos espalhafatosos e exagerados, que, em suas demonstrações afetivas muitas vezes deixam os outros deslocados. São pessoas que adoram sentir o prazer da conquista, o gosto pelas aventuras , romances e “ paixonites”. Orientam-se para o futuro, sabem tomar iniciativas e entendem a relação amorosa como um exercício de criatividade e alegria. São tipos mais atrevidos, geralmente impacientes com o ser amado. São estimulados com facilidade mas se desinteressam quando algo não vai bem. São divertidos e diretos na manifestação de seus impulsos sexuais, reagindo muito bem aos estímulos eróticos ou visuais, pois em essência guardam em si uma alma infantil, suscetível as fantasias e delícias da paixão. Vênus em Áries Aqui o amor se apresenta de forma ardente e entusiástica. Essa po

VÊNUS EM NOSSAS VIDAS E NOS SIGNOS DE ÁGUA

Imagem
Continuando com o tema “ Vênus em nossas vidas”, vocês encontrarão aqui postagens sobre a presença de Vênus nos quatro elementos e também nos doze signos. E também textos interessantes, e não menos importantes sobre a importância da auto-estima. Ela define nosso destino, nossas escolhas e decisões em várias áreas da vida pela. Pessoas verdadeiramente talentosas podem avançar muito pouco na vida sem a consciência de seu papel e de seu valor pessoal nas relações em geral. Não é possível um individuo desenvolver relacionamentos positivos e saudáveis se não aprovar a si mesmo, não se aceitar, não se perdoar e mudar o que for necessário. Árduo trabalho, mas se for levado à sério, vai valer a pena . Felicidade é sempre um trabalho interno. “ Ama teu próximo como a ti mesmo”- que nunca ouviu ou leu essa sábia frase do Cristo? Ser interessante não basta, é preciso ser interessado pelo outro, saber e ouvir com atenção, ir em direção ao que o outro está expressand

VÊNUS E SEUS SÍMBOLOS

Imagem
Nascimento de Afrodite, de Boticelli. Texto de Tereza Kawall Na antiga Grécia, Vênus ( Afrodite) tornou-se conhecida não apenas por sua rara beleza e sensualidade, mas também por suas explosões de ódio e terríveis vinganças contra aqueles que ousavam desafiá-la. No seu aspecto de Grande Mãe, Vênus é diferente das outras: ela recebe todas as sementes mas não quer saber a identidade do semeador. Ela é a deusa do amor no sentido mais amplo da palavra. Vênus tinha também, como as deusas lunares, o poder de fertilizar a terra. E a chuva da primavera era o elemento fecundante enviado à terra por essas deusas do Olimpo. Vênus freqüentemente é representada entre animais ferozes, que evocam o seu lado cruel e instintivo. É o símbolo da força irrefreável da fecundidade e do desejo, ou a atração sexual entre todos os seres da natureza. Assim, era adorada em templos cujas sacerdotisas ficaram conhecidas como hieródulas, ou prostitutas sagradas. Vênus e a deusa lunar Diana ( Ártemis) sã

JUNG, O HOMEM CRIATIVO

Imagem
   “ Jung estava de tal maneira à frente de seu tempo, que se pode dizer que a influência de suas idéias em nosso vida cultural ainda está engatinhando. Era uma pessoa extremamente sensível e,talvez por isso mesmo, bastante vulnerável. A esse respeito diz Von Franz: “ Poucos homens sofreram tanto quanto ele; sua grande obra criadora foi arrancada, não apenas ao quente abismo das paixões, mas também ao sofrimento. As feridas pessoais, embora pudessem atingi-lo de maneira profunda, não o afetavam tanto quanto o sofrimento do mundo contemporâneo. A devastação da natureza, o problema da superpopulação, a guerra, a violência imposta às culturas não cristãs que floresciam com a brutalidade da moderna tecnologia. Para Jung, esses problemas eram uma agonia que o mantinha, de modo constante e incansável, à espreita de quaisquer possibilidades de uma transformação benéfica que porventura emergisse das profundezas da psique”. Buscando uma saída para a alienação do homem moderno, Jung con

VIVER É FAZER ESCOLHAS

Imagem
" A morte é a fronteira da liberdade. Ela não é o alvo da vida, mas seu ponto final. Morrer nos priva de um universo de possibilidades à nossa frente: tudo o que ainda poderia ser, mas não mais será. A perda, porém, acompanha-nos desde o início da caminhada: tudo o que poderia ter sido, mas não foi. Viver é fazer escolhas, é apostar em certo trecho de um caminho ignorado e pri var-se de todas as alternativas que vão sendo eliminadas à medida que prosseguimos. O homem que adormece como um cão tolerado pela gerência é um exemplo agudo de como a perda decorrente dos descaminhos e escolhas equivocadas de uma vida pode superar largamente a perda final que a morte representa. " O mundo sempre foi assim ou agora se tornou somente para mim tão triste? Não é preciso morrer para perder a vida". Do livro: Auto-engano Eduardo Gianetti

ENVELHECER COM SABEDORIA

Imagem
Por Carl Gustav Jung, sempre atual. " Nossa vida compara-se à trajetória do sol. e manhã o sol vai adquirindo cada vez mais força até atingir o brilho e o calor do apogeu do meio dia. Depois vem a enantiodromia.(*) Seu avançar constante não significa mais aumento e sim diminuição de força. Sendo assim, nosso papel junto ao jovem difere do que exercemos junto a uma pessoa mais amadurecida.  No que se refere ao primeiro, basta afastar todos os obstáculos que dificultam sua expansão e ascensão. Quanto à última, porem, temos que incentivar tudo quanto sustente sua descida. Um jovem inexperiente pode pensar que os velhos podem ser abandonados, pois já não prestam para nada, uma vez que sua vida ficou para trás e só servem como escoras petrificadas do passado... É enorme o engano de supor que o sentido da vida esteja esgotado depois da fase juvenil de expansão, que uma mulher esteja ' liquidada" ao entrar na menopausa. O entardecer da vida humana é tão cheio

TRÂNSITOS E PROGRESSÕES: POR DANE RUDHYAR

Imagem
“O que nos acontece é o que precisamos que nos aconteça. Conforme vamos vivendo e experimentando, nós nos relacionamos com homens, com coletividades e com um universo dinâmico e impessoal. Encontramos correntes, ressacas e marés históricas. Elas se movem de acordo com vastos ritmos sociais e cósmicos. Como rádios sintonizados neste ou naquele comprimento de onda, experimentamos essas ondas históricas em conformidade com nossa capacidade de reagir a elas – nossa seletividade. Os “aspectos progredidos ” formados pelos nossos planetas indicam mudanças na sintonia e nos nossos modos de reação. Mas só podemos captar com nossos aparelhos receptores o que está lá”. ...”Conforme iremos ver agora, as progressões tratam, teoricamente da maneira como nos sintonizamos com vários comprimentos de onda da experiência e criamos nossas oportunidades, enquanto os transito s se referem principalmente aos impactos do mundo exterior sobre nós- isto é, às realizações que nos são impostas pela no

MAPA ASTROLÓGICO DE PAUL McCARTNEY

Imagem
Por Tereza Kawall Interpretação básica da carta natal deste artista genial que acaba de completar gloriosos setenta anos! Vida longa `a Paul, que continue em sua trajetória de criatividade musical e profundo amor pelos animais. Veja no link da UOL: http://musica.uol.com.br/ultnot/multi/2012/06/18/04024C9B356CD8C12326.jhtm?o-que-dizem-os-astros-sobre-os-70-anos-de-paul-mccartney-04024C9B356CD8C12326?types=A

O HERÓI E A INDIVIDUAÇÃO

Imagem
“A tarefa do herói consiste em combater o dragão da inércia a fim de destravar e liberar o fluxo da vida para o corpo do mundo, na direção de um lugar onde a vida secou, tornando-se uma vida estéril. Se recusamos o chamado para viver nossas próprias vidas, ficamos deprimidos sem vitalidade. O Sol simboliza a potência criativa; seus raios põem fogo no mundo, iluminam a escuridão primordial, espírito penetrando na matéria, tudo vai ganhando vida. O Sol nos liga com a força vital e bruta que existe em nós, oferecendo um canal para a sua manifestação um princípio universal superior que nos livra da dominação da natureza, liberta-nos das garras da vida instintiva.Assim, tornamo-nos recipientes para o poder fálico do Sol. O deus egípcio Atum penetra em sua criação, e o Faraó é chamado de os “ sol vivo”, o filho de Deus pelo qual o reino da eternidade penetra no tempo . A meta da jornada do herói e nada menos do que a descoberta da imortalidade, que o alquimistas chamavam de “ Pedra

SABEDORIA FEMININA

Imagem
Clarissa Pinkola Estés "Dentro da psique de muitas mulheres existe algo que entende intuitivamente que o conceito de "curar" está incluído na palavra "saúde". Quando ferida, ela se torna "cheia de cura" — cheia de recursos de cura —, o que significa que algum ... filamento vibrante, gerador de vida, no seu espírito e na sua alma se move persistentemente na direção da nova vida, seja na busca de muitos tipos de forças, seja na reconstituição da integridade perdida, seja na criação de um novo tipo de integridade, diferente da que havia antes. Essa força interna é cheia do impulso pelo bem estar. Ela acredita num fator de salvação que pode resistir e há de resistir à crueldade. O sistema radicular oculto cresce a seu próprio modo, independentemente de projeções, pressões e acontecimentos externos. Ele continua literalmente em efervescência, subindo em ebulição, fluindo para fora, para cima, atravessando o que for preciso, não imp

A MEMÓRIA DO COSMOS EM NÓS

Imagem
Entrevista com Jean-Yves Leloup Pergunta:O sr. transmite muitos dos seus ensinamentos com uma linguagem bem poética, como neste trecho do livro ” A sabedoria do salgueiro”, em que diz: “ É das profundezas/ de suas raízes/ no escuro/ que a árvore busca a sua força e/ seu impulso para galgar as alturas/ e se manter ereta/ na luz”. Quer dizer então que um pré-requisito para se “ galgar as alturas” para se alcançar a luz, é justamente fazer um mergulho na sombra? JY: Si, é um erro achar que podemos ir em direção à luz se, ao mesmo tempo, encontrar a nossa sombra. Quanto mais luz, mais sombra; não há dia sem noite, não há topo de montanha sem o fundo do vale. A questão é saber como manter os dois unidos. Nosso objetivo não deve ser nem a luz, nem a sombra, mas o que contém tanto a luz quanto a sombra. Como no símbolo do Tao, a luz está na sombra e a sombra está na luz, elas não se misturam, mas fazem parte de uma única realidade. Para estarmos verdadeiramente em um caminho

RIO + 20: A HORA É AGORA!

Imagem
Por Tereza Kawall Olhos e corações o mundo voltados para o nosso patropi. Verdes em ebulição Atrás, de alguma, quem sabe, solução. Rio mais ( ou menos) vinte, o que vem a ser isso? Nos anos 60, a “ gritaria ambiental” emitia seus primeiros gritos de ordem, com o surgimento dos primeiros movimentos ecológicos na Europa e nos EUA. Chegavam nas vozes do movimento hyppie - abaixo o consumo, amor livre, a vivência em comunidades , a aversão pelas guerras, o recado rebelde que exigia mais conscientização em relação ao delicado equilíbrio da natureza Obviamente nem a Internet ou as redes sociais existiam, tampouco celulares, tablets, e outros brinquedinhos típicos do nosso desvairado consumismo atual. Tampouco as palavras e conceitos como sustentabilidade, crise ambiental, “ pegada ecológica” , biomassa e outras não eram comuns no dia a dia do nosso vocabulário. No entanto, como sementes em processos de germinação, já estavam sendo constelados ou configurados na consciência p