Postagens

Mostrando postagens de 2011

PARA 2012 EU DESEJO

Imagem
Tereza Kawall Entre diferentes pensamentos e vontades Trago em meu coração muitos desejos para todos vocês Muita paz, e sobretudo, TEMPO de sobra para: OLHAR e contemplar as estrelas que bordam o céu, A ingenuidade cativante das crianças ( seria por acaso que criança rima com esperança?) Os animais ( todos, inclusive aqueles que dão aflição) SENTIR o cheiro da chuva e da manhã Do manjericão e da hortelã O aroma da flor que sorri para você A sombra-delícia da árvore frondosa, gostosa O calor de um abraço amigo OUVIR com mais atenção e gentileza Sabendo que este é um gesto de cura ESPERAR dois minutos antes de proferir A palavra que fere a alma do outro FALAR ouvindo o seu coração ACREDITAR que sim, existem pessoas boas e generosas Dispostas a fazer um mundo melhor, e são muitas! PODER ser uma delas Se ENCANTAR com as pequenas alegrias do cotidiano, Essa é uma conquista e tanto... RESPIRAR mais devagar, e comer também. DESGRUDAR da TV, ler um bom livro TREINAR um olhar de comp

Deuses da mudança

Imagem
Texto de Howard Sasportas “ Nem sempre a vida é fácil. É impossível viver profundamente e não sentir dor ou atravessar tempos de crises, colapsos ou mudanças e rupturas importantes. Embora tudo isso seja inevitável, o que nem sempre fica óbvio é o papel crucial que a dor e a crise desempenham no processo de crescimento e evolução. Enquanto algumas pessoas desabam completamente e nunca mais se recuperam de tempos difíceis, muitas outras emergem renovadas e transformadas de conflitos e reviravoltas- na verdade com um sentimento mais pleno de estarem vivas. Tais pessoas “ retornam à vida” com um compromisso renovado em relação a um potencia negligenciado, com um senso renovado do que poderíamos chamar de “ sagrado” na vida e com maior sensibilidade em relação às outras pessoas. Os antigos chineses tinham uma palavra sábia para nomear “ crise”: wei-chi , uma combinação de duas outras palavras, perigo( wei) e oportunidade( chi). Pode-se ver uma crise como uma catástrofe, como algo

O ser o que somos, um passo a mais

Imagem
Caminho de Santiago de Compostela Por Jean-Yves Leloup “Ele só se tornará Jonas se for na direção de si mesmo, ousando dirigir-se para Nínve, ou seja, em direção ao outro. Porque é na relação com o outro que nós nos tornamos quem somos. É o fato de ter uma tarefa a cumprir que torna cada um de nós insubstituível, dando um sentido `nossa existência Essa não é uma tarefa reservada apenas os grandes sábios e profetas., mas é o que cada ser humano pode realizar em sua existência. Só nos tornamos realmente quem somos se formos na direção do outro. Não fugir do próprio desenvolvimento e não cair no conformismo patológico- o que chamamos de normose- é o resultado de um processo, de uma escolha cotidiana. O fato de ir além de si mesmo, ir além das próprias possibilidades, não é para se perder, mas para se encontrar. Abraham Maslow fala do complexo de Jonas como sendo o medo que temos da nossa própria grandeza- o medo do Self. Se conseguirmos atravessar esse medo, se confiarmos

O Ser que somos

Imagem
Por Jean-Yves Leloup "Jonas foge da sua palavra interior. Entra num barco que está partindo para Társis e dorme no porão. O problema é que uma tempestade se precipita; enquanto ele dorme, as ondas se levantam. Este é o primeiro ensinamento do livro de Jonas: o fato de não nos tornarmos nós mesmos pode ter conseqüências não só em nosso interior, mas em torno de nós. Precisamos lembrar que o maior serviço que podemos prestar aos outros é tornarmos nós mesmos. Se não fizermos isso, haverá tempestades e distúrbios à nossa volta. Quem não escuta a sua voz interior pode causar distúrbios nos que estão ao redor. Então Jonas se defronta com sua responsabilidade: reconhece ser a causa de tanto transtorno e mergulha no oceano. Simbolicamente mergulha no seu inconsciente e cessa de fugir. Entra num processo de conhecer a si mesmo, suas sombras e seus medos. Isso é simbolizado pelos três dias que passa no ventre da baleia – uma descida às profundezas de si mesmo. O livro de Jon

AMAR....APESAR DE TUDO!

Imagem
JEAN-YVES LELOUP Amar... apesar de tudo! Amar..... apesar do medo, da ansiedade, da angústia, da incerteza. Amar.... apesar do passado, do futuro... apesar do presente. Amar... apesar dos impasses, das dificuldades, dos problemas. Amar... apesar das impossibilidades. Amar....apesar do mal, da destruição, da ameaça, do coração de pedra. Amar.... apesar da separação, da indefinição. Amar... apesar da sombra. Amar... apesar do outro. Amar.... apesar de mim. Amar... apesar de Deus. Amar.... Hoje, mais do que nunca, amar. Amar... a porta que dá acesso ao jardim. Do livro: Normose, a patologia da normalidade Editora Verus

MÚSICA DAS ESFERAS

Imagem
A música das esferas artigo de Marcelo Gleiser A música fala diretamente ao inconsciente, criando ressonâncias emotivas que são únicas. É bem verdade que um poema ou um quadro também afetam pessoas de modo diferente. Mas a mensagem é mais concreta, mais direta. Existe algo de imponderável na música, um apelo primordial, algo que antecede palavras ou imagens. Marcelo Gleiser é professor de física teórica do Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro 'O Fim da Terra e do Céu'. A música, dentre as artes, é a mais misteriosa. Como podem os sons invocar emoções tão fortes, alegrias e tristezas, lembranças de momentos especiais ou dolorosos, paixões passadas e esperanças futuras, patriotismo, ódio, ternura? Quando se pensa que sons nada mais são que vibrações que se propagam pelo ar, o mistério aumenta ainda mais.A física explica como ondas sonoras se comportam, suas frequências e amplitudes. A biologia e as ciências cognitivas explicam como o aparelho auditivo tr

JAMES HILLMAN E A ASTROLOGIA -2

Imagem
James Hillman " A necessidade governa os movimentos da Alma, bem como os das estrelas. Assim como a Alma passa por baixo de seu centro, assim também em seu regaço gira o fuso que rege os movimentos planetários. O que acontece à Alma e às estrelas encontra-se na mesma trama. Assim, as pessoas tentam decifrar as necessidades prementes da Alma consultando os movimentos dos planetas. Porém, os astrólogos interpretaram essa correspondência de modo literal, em vez de fazê-lo através de imagens. Com efeito, nem as estrelas, nem os planetas astrológicos são regentes da personalidade. A astrologia é uma maneira metafórica de mostrar que os regentes da personalidade são, na verdade, poderes arquetíppicos situados além de nossa esfera pessoal e que, no entanto, estão necessariamente envolvidos em todas as nossas vicissitudes". ( Facing Gods) ---------------------------------------------------------- " Antes que vocês cheguem à conclusão de que minha ênfase nos Deu

James Hillman e a Astrologia

Imagem
James Hillman " Para mim, a Astrologia simplesmente devolve os eventos para os Deuses. Ela depende de imagens tiradas dos céus. Ela invoca um sentido politeísta, mítico, poético, metafórico do que é fatalmente real. É isto que torna a astrologia eficaz como um campo, como uma linguagem, como um modo de pensar. Ela é quem traz para o pensamento popular a grande tradição que mantém que todos nós participamos de um cosmo inteligível, desta maneira dando a questões humanas respostas maiores que as humanas. força-nos a imaginar e pensar em termos psicologicos complexos. Ela é politeísta e consequentemente, move-se em oposição ao pensamento dominante da história ocidental". " Quero enfatizar essa idéia de lugar. Um ser humano está posicionado; um mapa está posicionado. O momento atual se dá sempre em algum lugar . Esse lugar não é um mero conjunto geográfico de coordenadas, longitudes e latitudes. Esse lugar é também uma cultura, uma natureza, uma história, uma po

As impurezas do espírito

Imagem
JEAN-YVES LELOUP " Estamos bem no coração do Evangelho, isto é, da " metanóia",- em grego significa ir além do nous, mudar de nous , de consciência, o que se traduz por " convertei-vos" ou dito de outra maneira: mudai de mentalidade, mudai vossa interpretação do mundo, mudai vossa maneira de ver. Mudar o olhar é mudar o mundo!" " Nós somos o que pensamos, e o que nos sómos depende do estado de nosso espírito, do estado de nossa consciência. Nossos pensamentos fazem o mundo no qual vivemos, aquele que fala e age com um espírito doentio, o sofrimento o segue como a roda segue o casco do boi que puxa a carroça" ( Dhammapada) " Estes momentos de meditação, de observação de si mesmo não são simplesmente para si, mas para o bem estar de todos: um espírito doente só pode aumentar a miséria do mundo. Antes de amar, é necessário procurar não prejudicar, por nosso pensamento,por nosso estado de espírito. Respeitar o

EMOÇÕES E A SAÚDE

Imagem
SOBRE SENTIMENTOS Entrevista com o Dr. Jorge Carvajal Médico cirurgião da Universidade de Andaluzia Qual adoece primeiro: o corpo ou a alma? A alma não pode adoecer, porque é o que há de perfeito em ti, a alma evolui, aprende. Na realidade, boa parte das enfermidades são exatamente o contrário: são a resistência do corpo emocional e mental à alma. Quando nossa personalidade resiste aos desígnios da alma, adoecemos. Há emoções prejudiciais à saúde? Quais são as que mais nos prejudicam? 70 por cento das enfermidades do ser humano vêm do campo da consciência emocional. As doenças muitas vezes procedem de emoções não processadas, não expressadas, reprimidas. O medo, que é a ausência de amor, é a grande enfermidade, o denominador comum de boa parte das enfermidades que temos hoje. Quando o temor se congela, afeta os rins, as glândulas suprarrenais, os ossos, a energia vital, e pode converter-se em pânico. Então nos fazemos de fortes e descuidamos de nossa saúde?

UTOPIA É CAMINHAR

Imagem
Eduardo Galeano, escritor uruguaio com mais de 70 anos, afirma que temos o direito de sonhar e o direito de delirar. Que tal se delirarmos por um tempinho Que tal fixarmos nossos olhos mais além da infâmia Para imaginar outro mundo possível? O ar estará mais limpo de todo o veneno que Não provenha dos medos humanos e das humanas paixões. Nas ruas, os carros serão esmagados pelos cães. As pessoas não serão dirigidas pelos carros Nem serão programadas pelo computador. Nem serão compradas pelos supermercados Nem serão assistidas pela TV, A TV deixará de ser o membro mais importante da família, Será tratada como um ferro de passar roupa Ou uma máquina de lavar. Será incorporado aos códigos penais O crime da estupidez para aqueles que a cometem Por viver só para ter o que ganhar Ao invés de viver simplesmente Como canta o pássaro em saber que canta E como brinca a criança sem saber que brinca. Em nenhum país serão presos os jovens Que se recusem ao serviço militar Senão aq

SIGA SEU CORAÇÃO: STEVE JOBS

Imagem
"Às vezes, a vida bate com um tijolo na sua cabeça. Não perca a fé. Estou convencido de que a única coisa que me permitiu seguir adiante foi o meu amor pelo que fazia. Você tem que descobrir o que você ama. Isso é verdadeiro tanto para o seu trabalho quanto para com as pessoas que você ama". "Seu trabalho vai preencher uma parte grande da sua vida, e a única maneira de ficar realmente satisfeito é fazer o que você acredita ser um ótimo trabalho. E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz". "Se você ainda não encontrou o que é, continue procurando. Não sossegue. Assim como todos os assuntos do coração, você saberá quando encontrar. E, como em qualquer grande relacionamento, só fica melhor e melhor à medida que os anos passam. Então continue procurando até você achar. Não sossegue". "O seu tempo é limitado, então não o gaste vivendo a vida de um outro alguém. Não fique preso pelos dogmas, que é viver com os resultados da

A pedra no rio

Imagem
Rio Franklin, Austrália . A pedra no rio Mike George Na filosofia daoísta, o rio é uma metáfora da vida por estar em fluxo constante. Em seu caminho, o rio pode carregar seixos imensos, desgastar um banco pedregoso e mover enormes turbinas. Nada detém a passagem do rio, pois a água é suficientemente fluida para envolver e ultrapassar qualquer obstáculo. Para viver uma vida de contentamento, podemos aprender lições com o rio, obtendo força pela via de menor resistência. Nas palavras contidas no Dao de Jing, a coleção clássica de aforismos que compõe a base do daoísmo, “a gentileza prevalece sobre a rigidez”. Muitas pessoas acreditam que o caminho mais rápido seja o melhor: quanto mais rápido conseguirmos completar uma tarefa, mas cedo iniciaremos a seguinte. Assemelhamo-nos menos aos rios que fluem calmamente e mais às quedas d’água, que formam rodamoinhos e espirram, como violência suas brancas espumas sobre os obstáculos que encontram pela frente... Quando alcançamos a

IMPERMANÊNCIA

Imagem
A verdadeira consciência do eu é ver e aceitar o completo ciclo de vida de mudanças - que é a lagarta, o casulo, e então, a borboleta; assim como o alquimista que usa o chumbo para fazer ouro e a luz do dia que sempre segue a noite. Uma perspectiva espiritual dá uma compreensão dessa história completa e o permite ver a história de algum lugar "fora de" ou "além de" você, sem se prender muito a qualquer pormenor. Isso lhe permite ver fraqueza e força com equanimidade e estabilidade: vendo a fraqueza como uma realidade temporária, mas não a parte final da verdadeira identidade; é ver a fraqueza como o avesso da força e estar sempre fazendo a escolha para se mover de encontro à luz, movendo-se para o ouro e movendo-se para o vôo. Lesley Edwards www.bkwsu.org/brasil

A natureza tem a solução

Imagem
Para celebrarmos a entrada da PRIMAVERA, sábias palavras de Satish Kumar: "A natureza tem a solução" Satish Kumar tem 75 anos e viajou de comboio de Londres até Lisboa para dizer que temos de ir mais devagar para chegar mais longe. A semana passada, este professor no Schumacher College, no Sul de Inglaterra, e diretor da revista Ressurgence esteve na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, para falar do livro Small is Beautiful, de E. F. Shumacher. Na mala trouxe a inspiração da Natureza e das palavras de Mahatma Ghandi e Martin Luther King. Acredita que a solução para a crise no mundo está no respeito pela Natureza, no amor e na confiança. Caminhou 13 mil quilômetros, sem dinheiro, numa das maiores peregrinações de sempre pela paz mundial. - Quantas vezes já o chamaram naif ou irrealista? - Muitas, muitas vezes. Políticos, presidentes de empresas, estudiosos, até jornalistas... (risos). Dizem-me que as minhas palavras são impossíveis e que sou demasiado

Fernando Pessoa e os Símbolos

Imagem
Vitral em forma de mandala, Catedral de Chartres, França. Este texto está na introdução do livro: " Tipos e a diversidade humana", de José Zacharias, pautado na psicologia analítica e na tipologia de Carl G Jung, onde analisa com muita clareza as quatro funções da consciência: sentimento, pensamento, intuição e sensação.(*) " Não há possibilidade de compreendermos a nós mesmos, sem percebermos que temos diferenças e semelhanças; isto faz parte da vida humana- somos ao mesmo tempo seres individuais e coletivos, e esta é a beleza da existência humana. Acrescento nesta introdução um texto de Fernando Pessoa ( 1888-1935), no qual transparecem as quatro funções psíquicas de maneira muito poética. No entanto, há no texto de Pessoa um quinto elemento que, talvez possamos dizer assim, é indicador do processo de individuação, para que cada um de nós realize o seu caminho e chegue a ser o que realmente é". “ O entendimento dos símbolos e dos rituais simbóli

Curso Astro e Psi Analitica

Imagem
Objetivos do Curso Astros e Arquétipos Fazer aproximações e entrelaçamentos entre os fundamentos da Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung e os fundamentos da Astrologia Psicológica. Do ponto de vista teórico, quais seriam os pontos que existem em comum entre estes dois abrangentes campos de conhecimento? Tópicos teóricos da Psicologia Analítica Apresentação dos temas gerais- Fundamentos da Astrologia fundada na visão arquetípica e breve biografia de Carl G Jung. A- Inconsciente Coletivo e Arquétipos B- Quatro Tipos Psicológicos ou Quatro funções da consciência: sentimento, pensamento, intuição e sensação. C- Complexos e Sombra D- Processo de Individuação E- Sincronicidade: coincidências “ acausais” que contém um significado. Tópicos teóricos da Astrologia: A- Zodíaco, Signos , Planetas . B -Os Quatro Elementos Zodiacais: Fogo, Ar, Terra e Água. C - Subpersonalidades da carta natal; Saturno e Plutão como arquétipos do inconsciente e da sombra. D- Ciclos Plane

Melodia do Cosmos: Trânsitos e Progressões Planetárias

Imagem
Trânsitos e progressões: a melodia do cosmos, a música das esferas que orientam nosso crescimento e revelam o significado das experiências que passamos. A astrologia em si, é teleológica, pois aponta na direção de um propósito e de uma finalidade, o sentido para estarmos aqui. Cada um de nós deverá achar o seu próprio sentido para o viver. “Tanto os trânsitos quanto progressões indicam a realização de várias fases dessa intenção original ( mapa de nascimento). Embora eu penetre com freqüência no vocabulário causal, não acredito que os planetas “ causem” qualquer coisa. Eles meramente são signos da manifestação da intenção original, parte da qual é experimentada como vontade fluindo através de você. Essa é a intenção da qual você tem consciência. A outra parte da intenção é experimentada como o que vem de fora; você pode chamar isto de fatalidade, destino ou circunstancia fora do seu controle. Mas isto também vem de dentro de você, e tudo o que precisa para saber disso é aumenta

Crise: Tempo de decisão

Imagem
As mudanças são inexoráveis, fazem parte da vida de todos nós, temos que fluir com elas e acreditar que em tudo há um propósito maior, e que será compreendido mais tarde. Nas crises, temos que, nas sábias palavras de Roberto Assagioli, " colaborar com o inevitável". O QUE É UMA CRISE? Os ciclos são medidas de mudança. Para que qualquer propósito se realize, devem ocorrer mudanças e, necessariamente, mudanças envolvem crises. Muitas pessoas interpretam mal a palavra crise; confundem-na com “ catástrofe”. Elas estudam astrologia, acreditando que o conhecimento antecipado dos “ maus aspectos” ou dos “aspectos maléficos”, fará com que possam evitar as crises. Contudo, uma crise não é uma calamidade terrível. Ela deriva da palavra grega KRINO, “decidir”, e significa, simplesmente, um momento de tomar uma decisão. Uma crise é um momento decisivo – aquele que precede a MUDANÇA. Para evitar uma crise, teríamos que evitar a própria mudança, o que constitui uma impossibilidad

A terceira inteligencia: Espiritual

Imagem
A TERCEIRA INTELIGÊNCIA No início do século 20, o QI era a medida definitiva da inteligência humana. Só em meados da década de 90, a "descoberta da inteligência emocional mostrou que não bastava o sujeito ser um gênio se não soubesse lidar com as emoções." A ciência começa o novo milenio com descobertas que apontam para um terceiro quociente, o da inteligência espiritual. Ela nos ajudaria a lidar com questões essenciais e pode ser a chave para uma nova era no mundo dos negócios. Drª DanaZohar - Oxford No livro QS - Inteligência Espiritual, lançado no ano passado, a física e filósofa americana Dana Zohar aborda um tema tão novo quanto polêmico: a existência de um terceiro tipo de inteligência que aumenta os horizontes das pessoas, torna-as mais criativas e se manifesta em sua necessidade de encontrar um significado para a vida. Ela baseia seu trabalho sobre Quociente Espiritual (QS) em pesquisas só há pouco divulgadas de cientistas de várias partes do mundo que

Na terra do SE

Imagem
Na Terra do SE Se quem luta por um mundo melhor soubesse que toda revolução começa por revolucionar antes a si próprio. Se aqueles que vivem intoxicando sua família e seus amigos com reclamações fechassem um pouco a boca e abrissem suas cabeças, reconhecendo que são responsáveis por tudo o que lhes acontece. Se as diferenças fossem aceitas naturalmente e só nos defendêssemos contra quem nos faz mal. Se as pessoas fossem seguras o suficiente para tolerar opiniões contrárias às suas sem precisar agredir e despejar sua raiva. Se a gente percebesse que tudo o que é feito em nome do amor ( e isso não inclui o ciúme e a posse) Teria 100% de chance de gerar reações e resultados positivos. Se fôssemos mais divertidos para nos vestir e mobiliar nossa casa, e menos reféns de convencionalismos. Se não tivéssemos tanto medo da solidão e não fizéssemos tanta besteira para evitá-la. Se todos lessem bons livros. Se quem não tem bom humor reconhecesse sua falta e

MEDITAÇÃO DA ABUNDÂNCIA

Imagem
MEDITAÇÃO DA ABUNDÂNCIA Recomenda-se fazer todos os dias no mesmo período, manhã, tarde ou noite. Eu agora respiro, relaxo meu corpo, permitindo que minha respiração abra todas as áreas do meu corpo que possam estar bloqueadas. Eu me sinto em paz. Minha mente está clara e alerta, eu estou em paz comigo e com o mundo. Coloco minha mão no meu coração e afirmo: “Eu agora estou aberto(a) para receber somente o melhor em minha vida” Eu me abro para receber luz, permitindo que meu coração seja preenchido com a luz da minha alma. Eu agora atraio cada vez mais luz em minha vida. Eu preencho minhas células em luz, preencho cada parte do meu corpo em luz. Eu me abro para receber alegria, Eu me preencho com alegria da minha alma. Eu me abro para receber paz, Eu sinto a serenidade da minha alma. Ondas de paz fluem através de mim. Eu me abro para receber abundância, Eu aceito abundância. Eu agora permito que a abundância flua em todas as áreas da minha vida. (Concentrar-se agora na abundância q

2011: 50 ANOS DA MORTE DE JUNG

Imagem
Carl Gustav Jung( 1875-1961) "Existem muitos exemplos de notáveis analogias entre constelações astrológicas e eventos psicológicos ou entre o horóscopo e a disposição geral do caráter. É até mesmo possível prever até certo ponto, o efeito físico de um trânsito astrológico. Podemos esperar, com considerável certeza, que uma determinada situação psicológica bem definida seja acompanhada por uma configuração astrológica análoga. A astrologia consiste de configurações simbólicas do inconsciente coletivo, que é o assunto principal da psicologia; os planetas são deuses, símbolos dos poderes do inconsciente". (Jung, Cartas, volume II). “ A ciência do I Ching não se baseia no princípio da causalidade, mas em outro princípio, até o momento sem nome –por não existir entre nós – ao qual chamei experimentalmente de princípio de sincronicidade. Minhas pesquisas no campo da psicologia dos processos inconscientes levaram-me a procurar outras explicações para esclarecimen

Self e suas manifestações

Imagem
Texto de Roberto Gambini " Então, se alguém me pergunta à queima roupa: " De que modo o Self se manifesta em sua vida?, respondo: o Self se manifesta na minha vida inesperadamente, quando sinto um amor no coração, quando percebo em mim uma força de lutar contra as forças antivida; quando sei que há uma clareza em minha mente; quando olho para o mundo e parece que o entendo, ou entendo as pessoas; ou sinto uma conexão com inexplicáveis fios que a tudo unem num sutil tecido de sentido; aí o Self está se manifestando na minha ou na sua vida. Mas pensando bem, para que usar esse estranho termo mal traduzido do alemão, " Self "? Você pode chamar do que quiser, não faz diferença. Eu acho que isso é uma experiência humana eterna. Provavelmente, os índios do Xingu sabem o que é isso. Na Antiguidade sabiam, no Oriente bramânico e budista sabiam. Jesus sabia. Krishnamurti sabia. Nós somos feitos assim, a pérola se faz em nossa ostra. E prefiro - é