Postagens

Mostrando postagens de 2010

No Freezer, Fogão ou Coração

Imagem
Foto de André Correa( direita) Por Tereza Kawall Quando alguém diz: “ Põe (ou guarda) no freezer” Logo me vem à mente A simples idéia daquilo que será adiado ou digerido algum tempo depois. O mesmo vale para pessoas Das quais, temporariamente, Precisamos “ dar um tempo”. Ou seja, isso vale tanto para os alimentos Ou para vida pessoal, subjetiva. E o quê dizer de sentimentos, crenças e aflições Com as quais não queremos lidar? Lá no nosso “ freezer” psíquico Vivem um sem número de sensações, memórias, conflitos adiados E nem sempre reconhecidos como tal. Lembranças que, embora congeladas, Ainda possuem vida, cor e sabor. Esses tempos de final de ano Fazem-no deparar, de um jeito ou de outro, Com algum tipo de reflexão. Precisamos (re)desenhar os próximos passos, a direção a seguir. Terminar algo inacabado, avaliar entraves, Inovar, ousar, Redefinir estratégias para o VIVER. A encrenca é que, para seguir em frente Muito provavelmente, ainda precisaremos Daqueles ingredientes ou alim

OUVIR ESTRELAS!

Imagem
Que 2011 nos informe a melhor melodia; que possamos ouvi-la e desfrutá-la com olhos e corações receptivos , compassivos e otimistas! ORA (DIREIS) OUVIR ESTRELAS! OLAVO BILAC XIII "Ora (direis) ouvir estrelas! Certo Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto, Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto E abro as janelas, pálido de espanto ... E conversamos toda a noite, enquanto A via láctea, como um pálio aberto, Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto, Inda as procuro pelo céu deserto. Direis agora: "Tresloucado amigo! Que conversas com elas? Que sentido Tem o que dizem, quando estão contigo?" E eu vos direi: "Amai para entendê-las! Pois só quem ama pode ter ouvido Capaz de ouvir e de entender estrelas." Fonte: www.jornaldepoesia.jor.br

Espiritualidade e Religião: Diferenças

Imagem
Por Guido Nunes Lopes A religião não é apenas uma, são centenas. A espiritualidade é apenas uma. A religião é para os que dormem. A espiritualidade é para os que estão despertos. A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer e querem ser guiados. A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior. A religião tem um conjunto de regras dogmáticas. A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo. A religião ameaça e amedronta. A espiritualidade lhe dá Paz Interior. A religião fala de pecado e de culpa. A espiritualidade lhe diz: "aprenda com o erro". A religião reprime tudo, te faz falso. A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro! A religião não é Deus. A espiritualidade é Tudo e, portanto é Deus. A religião inventa. A espiritualidade descobre. A religião não indaga nem questiona. A espiritualidade questiona tudo. A religião é humana, é uma organização com regras. A espirituali

O GUARDADOR DE REBANHOS

Imagem
Pintura de Gerard von Honthorst Guardador de rebanhos VIII- Num Meio Dia de Fim de Primavera Alberto Caieiro Sobre o Menino Jesus ..." Ele mora comigo na minha casa a meio do outeiro. Ele é a Eterna Criança, o deus que faltava. Ele é o humano que sorri e que brinca. E por isso é que eu sei com toda a certeza Que ele é Menino Jesus verdadeiro. E a criança tão humana que é divina É esta minha quotidiana vida de poeta, E é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta sempre, E que o meu mínimo olhar Me enche de sensação, E o mais pequeno som, seja do que for, Parece falar comigo. A Criança Nova que habita onde vivo Dá-me uma mão a mim E a outra a tudo que existe E assim vamos os três pelo caminho que houver, Saltando e cantando e rindo E gozando o nosso segredo comum Que é o de saber por toda a parte Que não há mistério no mundo E que tudo vale a pena. A Criança Eterna acompanha-me sempre. A direção do meu olhar é o seu dedo apontando. Meu ouvido atento alegremente a tod

O DESCANSO DA BUSCA

Imagem
Foto de Clark Little "Mesmo que o mutante esteja convencido de que o transpessoal se encontra em seu mundo interior, um obstáculo inesperado se apresenta em seu caminho. É a fantasia da separatividade, própria do paraíso perdido do qual acabamos de falar.Pelo fato dele se sentir separado do mundo exterior, projeta essa separação no mundo interior. Da mesma forma que o sonhador vê um sonho como exterior a si mesmo – embora o sonho esteja dentro dele e o próprio sonhador seja também um sonho -, e imagina a experiência ou o estado transpessoal como algo exterior. Inicia então um processo de experiências fora de si mesmo. Precisará compreender que o que ele procura está mais perto do que imagina, já que se trata dele mesmo, de seu próprio espírito. Ele se encontra na situação de um jovem gato querendo agarrar a própria cauda – o objeto do transpessoal é a descoberta do espírito pelo próprio espírito. Diz Ken Wilber sobre isso: ... “ O Espírito não pode ser pego, ou alcançado ou bus

OS MUTANTES

Imagem
O "mutante" Alex Grey, artista plástico O " mutante" Pierre Weil, educador, escritor e psicólogo transpessoal “Provavelmente o nome “ mutante” foi escolhido por o terem relacionado com o fenômeno a que, em genética, se denomina mutação de genes. O Ponto de Mutação, de Fritjof capara, inscreve-se nessa perspectiva. Sua publicação em inglês data daquela época ( anos 60 e 70), assim como “ A conspiração aquariana”, de Marilyn Ferguson. Estes e muitos outros autores são a principal fonte de inspiração e constituem modelos para a grande mutação pessoal. São teólogos, físicos, antropólogos, psicólogos, romancistas, entre outros, todos eles mutantes, também. Encontramos, ao longo dos anos o, ou melhor , os denominadores comuns a esses autores, o que pode nos dar uma pista para traçar o perfil do nosso mutante. A essa visão comum chamamos holística e transdisciplinar. Todos os mutantes, caracterizam-se por uma nova visão do Divino. A versão primitiva

Sombra e Luz

Imagem
Inscrição na porta de entrada na casa de Jung, em Küsnacht, perto de Zurich. " VOCATUS ATQUE NON VOCATUS, DEUS ADERIT "(*) “ Assim, em última análise, a vida de Jung era a de uma pessoa profundamente religiosa, imbuída de um propósito verdadeiramente religioso, por mais que seu trabalho se voltasse para a ciência. Gastou seus últimos anos de vida quase que inteiramente na e exploração de relação entre o homem, de per si, e o padrão de Deus no espírito humano. Convencera-se de que nossos seres gastos e nossas rotas sociedades não poderiam renovar-se sem a definição de seus conceitos de Deus, e assim, de toda a sua relação com eles. Na jornada empreendida em seu próprio ser inconsciente, Jung descobrira outro “ padrão de arquétipo” da maior significação, que chamou de “sombra” – um padrão que dispunha de todas as energias que o homem desprezara, rejeitara ou ignorara conscientemente nele mesmo. Percebe-se imediatamente a propriedade com a qual o termo foi escolhido, porqu

A MORTE COMO PASSAGEM

Imagem
Foto: Paulo Kawall " Os aspectos mais atrozes do sofrimento - miséria, a fome, os massacres- costumam ser menos visíveis nos países democráticos, onde o progresso material permitiu remediar alguns males que continuam a afligir os países pobres e politicamente instáveis. Mas os habitantes deste " melhor dos mundos" parecem ter perdido a capacidade de aceitar os sofrimentos inevitáveis que são a doença e a morte. É comum no Ocidente, considerar o sofrimento como uma anomalia, uma injustiça ou derrota.No Oriente ele é menos dramatizado e visto com muita coragem e tolerancia. Na sociedade tibetana, não é raro ver pessoas fazendo brincadeiras junto à cabeceira de um morto, o que pareceria chocante no Ocidente. Isto não é sinal de falta de afeição, mas de compreensão de inelutabilidade de provações como essas, e também da certeza de quye existe um remédio interior para o tormento e a angústia de se encontrar sózinho. Aos olhos de um ocidental, muito mais individualis

Amar a sombra

Imagem
"Existe um Mago dentro de todos nós. Esse Mago tudo vê e tudo sabe. O Mago está além dos opostos da luz e das trevas, do bem e do mal, do prazer e da dor. Para viver mais plenamente, é preciso morrer para o passado. As moléculas se dissolvem e se extinguem, mas a consciência sobrevive à morte da matéria na qual ela viaja. A consciência do Mago é um campo que existe em toda a parte. As correntes de conhecimento contidas no campo são eternas e circulam eternamente. Todos possuímos um eu-sombra que é a parte da nossa realidade total. A sombra não está presente para magoá-lo e sim para mostrar-lhe onde você está incompleto. Quando a sombra é abraçada, ela pode ser curada. Quando ela é curada, ela se transforma em amor. Quando você puder viver com todas as suas qualidades opostas, você estará vivendo seu eu total como o Mago. O Mago é o mestre da alquimia. A alquimia é a transformação. É através da alquimia que você começa a busca da perfeição. Você é o mundo. Quando v

Citações de sabedoria

Imagem
Citações de Tenzin Gyatso, o XIV Dalai Lama, líder espiritual do Tibet Para os tibetanos, Dalai Lama é uma espécie de ' emissor cósmico", um nó de forças através do qual as energias divinas, as energias da compaixão são difundidas sobre o universo e mais particularmente sobre o povo tibetano. * Aquele que semeia e cultiva a verdade, aquele que é compassivo para com todos os seres humanos, aquele que ama os seus inimigos, só este conhece a luz. * Os objetos não são vazios em si mesmos. A concepção justa da vacuidade não se refere ao objeto, mas ao sujeito. O estado de vacuidade é um estado de não-apego. As coisas são vistas como elas são, sem buscar encerrá-las nos nossos conceitos ou nos nossos desejos. * O fato de haver uma grande diversidade de religiões no mundo é uma boa coisa boa. * Um coração humilde e doce não é propriedade de nenhuma religião, de nenhuma raça. Todas as pessoas, sem excessão, têm o dever e a capacidade de desenvolver em si mesmas es

CURSO: Astrologia e Psicologia de Carl G Jung, 27 e 28 de novembro

Imagem
Objetivos do Curso Fazer aproximações e entrelaçamentos entre os fundamentos da Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung e os fundamentos da Astrologia Psicológica. Do ponto de vista teórico, quais seriam os pontos que existem em comum entre estes dois abrangentes campos de conhecimento? Tópicos teóricos da Psicologia Analítica -Inconsciente Coletivo e Arquétipos -Quatro tipos Psicológicos ou quatro funções da consciência: pensamento, sentimento, sensação e intuição. -Complexos, Sombra -Processo de Individuação -Sincronicidade- Coincidências “a-causais”, que têm um significado. Tópicos teóricos relacionados à Astrologia: -Zodíaco, Signos , Planetas . -Os quatro elementos: Fogo, Ar, Terra e Água. -Subpersonalidades do mapa natal. Saturno e Plutão. -Ciclos planetários e o desenvolvimento da personalidade. -Sincronicidade e tempo qualitativo. INTRODUÇÂO As incursões no campo da Psicologia começaram a influenciar a astrologia de forma marcante a partir da década de 30. E

Os quatro elementos - Terra

Imagem
Por Tereza Kawall É comum aos indivíduos com ênfase nesse elemento um contato estreito com os sentidos físicos e com a realidade do mundo material e tangível. Seu universo precisa de direção e utilidade, pois têm um forte senso de dever. A natureza construtiva dos signos de terra é direcionada para a praticidade: ocupam-se com tudo aquilo que pragmático e sólido. Seu enfoque básico é a funcionalidade das coisas. Norteado pelas sensações, deixa as considerações teóricas e intuições para segundo plano. Esta atitude acaba por restringi-los, pois lhes dá uma visão mais estreita, presa ao mundo das formas, o que anula qualquer outra maneira de apreensão da realidade. Por serem cautelosos, tudo o que empreendem é minuciosamente calculado e organizado. São dignos de confiança, disciplinados, amantes da ordem e da precisão. O tipo terra sente-se à vontade com o seu corpo, sabendo expressar sem dificuldade seus desejos físicos. É bem típico dos signos de terra a inclusão do corpo e seus pro

Os quatro elementos - Ar

Imagem
Por Tereza Kawall Na Astrologia, o ar é o elemento do intelecto e simboliza o mundo das idéias e das palavras. É considerado um elemento positivo ou masculino, cuja função é estimular as trocas com o meio ambiente, a comunicação e a expressão. Os signos de as são os mais sociáveis e tem a habilidade de se afastar da experiência mais concreta, o que lhes dá a visão de perspectiva sobre o mundo e as pessoas. São por isso ótimos companheiros e amigos. Necessitam partilhar as experiências da vida e são ávidos por todo o tipo de estímulo intelectual e cultural, adaptando-se rapidamente às situações novas. No nível pessoal raramente demonstram os seus sentimentos mais íntimos: são vistos como pessoas frias ou indiferentes, que racionalizam os sentimentos e não gostam de excessos emocionais. Precisam entender e questionar tudo, esquivam-se de formas de pensamento toscas ou primitivas. Na vida social e profissional os tipos aéreos são atraídos por atividades na área da comunicação, pois s

Os quatro elementos - Água

Imagem
Por Tereza Kawa ll No conhecimento astrológico, a água representa o mundo dos sentimentos, a vida instintiva, íntima a subjetiva. Pessoas cujos mapas têm ênfase nesse elemento falam a língua do coração e por isso são muitas vezes irracionais, permeáveis e mesmo imprevisíveis. Suas atitudes ás vezes infantis, pois como crianças esperam do mundo respostas de aprovação e afeto. Os signos de água são os mais enigmáticos do Zodíaco. Receptivos, envolvem-se profundamente nos relacionamentos pessoais, pois sabem “ mergulhar” na intimidade do outro. Sua noção de realidade depende daquilo que podem sentir, o que os torna aptos a grande a decepções amorosas. Em nome da paixão e da entrega, os tipos de água absorvem tanto o parceiro que terminam por paralisá-lo, sendo notadamente este o elemento que desconhece os limites na relação amorosa. De temperamento sensível e intuitivo, possuem uma imaginação muito criativa, deliciam- se com suas próprias fantasias e devaneios. Na vida soci

O Numinoso na natureza

Imagem
“ Em alguns casos, esta experiência foi vivida na grande natureza. Não foi somente uma experiência de beleza, a beleza estética de um por do sol ou de uma paisagem magnífica. Foi um momento, enquanto caminhávamos na floresta, ou ao pé de uma montanha, e de repente, nós paramos. Estávamos lá. Sentíamos nossos pés no chão , sentíamos o cheiro do musgo. Não estávamos em um estado alterado de consciência, em um estado secundário. Estávamos mesmo lá. Ao mesmo tempo havia um silêncio no coração e na inteligência. Compreendíamos com o corpo o que líamos nos livros de física. Havia uma interconexão com todos os elementos do universo. Neste momento, não era eu que olhava a árvore, mas eu sentia também que a árvore me olhava, que me envolvia com a sua presença. Que a seiva que estava nela e o sangue que estavam em mim eram da mesma família. Pode-se traduzir esta experiência em termos científicos. Pode-se traduzi-la em termos poéticos. Pode-se traduzi-la nas palavras de São Francisco de Assis,

Os quatro elementos - Fogo

Imagem
Por Tereza Kawall A Astrologia é a leitura da linguagem simbólica, da energia criadora que se manifesta na natureza como um todo. Os quatro elementos - terra, ar, fogo e água - representam diferentes formas de expressão dessa energia e são os construtores invisíveis das estruturas da vida. Cada elemento é portanto, um tipo básico de consciência ou atividade que opera em cada indivíduo. Cada pessoa responde a essa influencia de um modo particular, conforme o padrão básico que corresponde ao seu mapa de nascimento. Cada um dos quatro elementos é representado por três signos: FOGO: Áries, Leão e Sagitário TERRA: Touro, Virgem e Capricórnio ÁGUA: Câncer, Escorpião e Peixes AR: Gêmeos, Libra e Aquário Nesta postagem falaremos das características essências do elemento fogo: O Fogo é a energia radiante, fonte de calor, luz e expansão. Exatamente como sua expressão na natureza, os indivíduos que tem ênfase nesse elemento são exuberantes, ardentes, espaçosos e apaixonados. Sua energia flui

A NOTÍCIA QUE QUEREMOS VER

Imagem
Por Tereza Kawall Passados 70 dias.. 30+30+10 dias... Assistimos todos emocionados O desfecho surpreendente para um fato, que seria entre outros milhares, mais um com um final “ não feliz”. Esses 33 homens foram soterrados física, mas não espiritualmente, Quanta força! Se a fé move montanhas, Nesse caso, aliada à tecnologia A fé também abriu a montanha E esta, perfurada, deu à luz, como uma mãe Permitindo que seus filhos fossem ejetados do escuro Para uma nova vida. A despeito de toda exploração comercial deste evento Que continuará jorrando em torno desta notícia, convites, presentes E inúmeros documentários sobre os “ mineiros já celebridades”, Creio que há um esgotamento Emocional, visual e até existencial Por parte de nós, telespectadores, em função do excesso De notícias tristes e desesperançosas do nosso noticiário. Esse fato poderia levar toda a mídia a repensar Um tipo de “ bordão”, que faz a “ pauta” ser sempre mais do mesmo: Notícia boa não vende! Não v

Conhecimento é Liberdade

Imagem
"Durante o século XVIII, as ciências e as tecnologias que haviam surgido no Ocidente a partir do renascimento, começaram a mudar a face do mundo. Inventos rapidamente se sucederam uns aos outros: o motor a vapor, a máquina debulhadora, o descaroçador de algodão e o antigo telégrafo; a impressora de rolo, o motor eletromagnético, a colhedeira e o telefone. Logo as descoberta da das células, das bactérias e do raio-X transformou o mundo da medicina. Neste século, a teoria quântica, a teoria da relatividade e a fissão do átomo inauguraram a nova era da tecnologia nuclear, revolucionando nossos conceitos de tempo e espaço. Século após século,a cultura humana se construiu sobre si mesma. O relâmpago que pôs fogo na floresta de onde o homem primitivo roubou as suas primeiras chamas, foi mais tarde utilizado para provar a existência da eletricidade. Carroças de rodas maciças inspiraram a criação de bigas com rodas de aros e,posteriormente , trens de ferro foram sendo refinados

ASAS PARA QUÊ?

Imagem
Foto de Araquém Alcantara " O simbolismo do vôo traduz uma ruptura efetuada no universo da experiência cotidiana. A dupla intenção desta ruptura é evidente e a um só tempo a transcendência e a liberdade que se obtém com o vôo. O vôo expressa a inteligência , a compreensão das coisas secretas ou das verdades metafísicas. Aquele que compreende tem asas" Mircea Eliade

Sincronicidade

Imagem
Cito Jung: “ A ciência do I Ching não se baseia no princípio da causalidade, mas em outro princípio, até o momento sem nome –por não existir entre nós – ao qual chamei experimentalmente de princípio de sincronicidade. Minhas pesquisas no campo da psicologia dos processos inconscientes levaram-me a procurar outras explicações para esclarecimento de certos fenômenos de psicologia profunda, uma vez que o princípio da causalidade me parecia insuficiente. Descobri, inicialmente que existem manifestações psicológicas paralelas que não se relacionam absolutamente de modo causal, mas apresentam uma forma de correlação totalmente diferente. Tal conexão parecia basear-se essencialmente na relativa simultaneidade dos eventos, dai o termo sincronicidade... A Astrologia seria considerada como um exemplo mais abrangente de sincronicidade, se ela apresentasse resultados universalmente seguros. Existem entretanto, alguns fatos comprovados por ampla estatística, que tornam a astrol

Árvores: Santuários da Vida

Imagem
Por Tereza Kawall As árvores para mim sempre tiveram Uma magia particular Como não se encantar com sua imponência e generosidade? Símbolo da vida e da maternidade Seus longos braços elevam-se em direção à luz, E embalados pelo vento, São como um doce abrigo para seus habitantes aéreos, Seus ninhos e pássaros, num constante vai e vem. Sem dúvida, as árvores estão sob a regência de Eros Em seu amoroso intercambio Seiva da vida que flui entre flores, abelhas, Pássaros, frutos e homens. Elas contornam as nascentes E nos oferecem sua sombra em dias quentes. A força de suas sementes traduz a sua vontade, Triunfo da verticalidade A vida que na terra se sustenta E ao céu se levanta A árvore é um milagre da natureza Nela se fundem nossa vida terrestre E nossa vida celestial, Nossa unidade fundamental.

ACREDITO EM DEUS?

Imagem
Rubem Alves “ Ah, tanta gente quer saber se acredito em Deus! Mas eu não entendo tal pergunta porque não sei o que elas querem dizer com essa palavra “ acreditar”. As palavras são enganosas.... Palavras são bolsos vazios. À medida que a gente vai vivendo, vai pondo coisas dentro do bolso. O bolso que tem o nome “ Deus” fica cheio de quinquilharias que catamos pela vida”. “ Acreditar” no sentido comum que as religiões dão a essa palavra, refere-se a entidades que ninguém jamais viu, tais como anjos, pecados, santos, milagres, castigos divinos, inferno, céu, purgatório... No meu bolso sagrado “ acreditar é palavra que não entra. Ele está cheio é com palavras que têm a ver com amor, mesmo que o objeto do meu amor não exista. Lembro-me das palavras de Valéry: “ Que seria de nós sem o socorro das coisas que não existem? Muitas coisas que não existem têm poder.... Eu amo a beleza da natureza, da música, de um poema. Amo a beleza das palavras de amor que os apaixonados trocam. Uma crianç

Simbologia Astrológica

Imagem
Roberto Sicuteri “ Referindo-nos à linguagem astrológica, nós vemos que os símbolos se agrupam para formar um discurso e ativam um dinamismo capaz de provocar formações arquetípicas além do nível de alcance racional mental, para chegar às camadas mais inconscientes, onde as imagens e os símbolos operam através do tempo para então modificar a atitude consciente do sujeito. E qual a função dos símbolos astrológicos no campo da psicologia do homem? A resposta mais imediata é esta: os símbolos da astrologia são capazes de estimular a realidade interior do homem em suas estruturas mais profundas, colocando-o em relação com os objetos projetados para o exterior na representação planetária ( relação entre o microcosmo e o macrocosmo). A linguagem astrológica está estruturada na relação existente entre o céu e o homem, onde o céu é o significante e o homem é o significado. Assim, o céu, no momento exato de uma nascimento, com a sua particularíssima configuração astral ( base do

AMIGO DE SI MESMO

Imagem
Martha Medeiros "Em seu recém-lançado livro Quem Pensas Tu que Eu Sou?, o psicanalista Abrão Slavutsky reflete sobre a necessidade de conquistar o reconhecimento alheio para que possamos desenvolver nossa autoestima. Mas como sermos percebidos generosamente pelo olhar dos outros? Os ensaios que compõem o livro percorrem vários caminhos para encontrar essa resposta, em capítulos com títulos instigantes como “Se o Cigarro de García Márquez Falasse”, “Somos Todos Estranhos” ou “A Crueldade é Humana”. Mas já no prólogo o autor oferece a primeira pílula de sabedoria. Ele reproduz uma questão levantada e respondida pelo filósofo Sêneca: " Perguntas-me qual foi meu maior progresso? Comecei a ser amigo de mim mesmo ". Como sempre, nosso bem-estar emocional é alcançado com soluções simples, mas poucos levam isso em conta, já que a simplicidade nunca teve muito cartaz entre os que apreciam uma complicaçãozinha. Acreditando que a vida é mais rica no conflito, acabam dispensa

ELEMENTAR

Imagem
Elementar : Tela de Marco Mariutti, 2008. Zero fogo; pouca terra, muita água, muito ar. OS QUATRO ELEMENTOS Os quatro elementos da astrologia ( fogo, terra, ar e água) são os blocos básicos para a construção de todas as estruturas materiais e todos orgânicos. Cada elemento representa um tipo básico de energia e consciência, operando em cada um de nós. Assim como a física moderna demonstrou que energia é matéria, os quatro elementos se entrelaçam e combinam para formar toda a matéria. Quando a centelha de vida deixa um corpo humano na ocasião da morte, os quatro elementos de dissociam e voltam ao seu estado primitivo. Somente a vida, manifestando-se num todo organizado, e vivo, é que mantém unidos os quatro elementos. Todos eles estão nas pessoas, embora cada um esteja, conscientemente, mais afinada com alguns tipos de energia do que as outras. Cada um dos quatro elementos se manifesta em três modalidades: cardeal, fixa e mutável. Daí quando combinamos os quatro elementos

VIVER SEM MEDO

Imagem
Meditação Rudolf Steiner Nego-me a ma submeter ao medo Que me tira a alegria da minha liberdade Que não me deixa arriscar nada Que me torna pequeno e mesquinho Que me amarra Que não me deixa ser direto e franco Que me persegue Que ocupa negativamente a minha imaginação Que sempre pinta visões sombrias No entanto Não quero levantar barricadas por medo do medo Eu quero viver e não quero encerrar-me Não quero ser amigável por medo de ser sincero Quero pisar firme porque estou seguro E não para encobrir o meu medo E quando me calo Quero fazê-lo porque amo E não por temer as conseqüências de minhas palavras Não quero acreditar em algo Só pelo medo de não acreditá-lo Não quero filosofar Por medo de que algo possa atingir-me de perto Não quero dobrar-me Só porque tenho medo de não ser amável Não quero impor algo aos outros Pelo medo de que possam impor algo a mim Por medo de errar Não quero me tornar inativo Não quero fugir d e volta para o velho, o inaceitável Por medo de não me se

Existe ambiente inteiro

Imagem
O fotógrafo Guido Sterkendries, que nos presenteia com fotos espetaculares do nosso amado planeta Terra . LEONARDO BOFF "Hoje mais do que nunca se faz necessária uma ética do cuidado, porque tudo está descuidado. A cada dia cerca de 20 espécies de seres vivos desaparecem de forma definitiva dada a presença agressiva do ser humano. Ele se fez um homicida das grandes expressões da biodiversidade da vida". As palavras são do teólogo e escritor Leonardo Boff, em suas reflexões no Espaço Cultural CPFL. Ao participar das discussões sobre a vertigem do mundo contemporâneo, que produz desencontros e provoca dúvidas quanto ao próprio futuro da vida na Terra, Boff propôs o resgate da ética e do sentido da responsabilidade humana com relação ao equilíbrio perdido da natureza. "Não existe meio ambiente. Existe ambiente inteiro", alertou, para definir: "Esse ambiente inteiro é a comunidade de vida da qual somos parte e parcela, com a responsabilidade e m

Religião e espiritualidade não são a mesma coisa

Imagem
Blue Virgin Window, Catedral de Chartres, França. “Religião e espiritualidade não são a mesma coisa. Todavia são comumente confundidas. Equivale à declaração: “ Ela é um cantora excelente, faz aula de canto há anos”. É certo que existe uma ligação entre fazer aulas de canto e se tornar uma cantora profissional, mas não necessariamente. A verdade é que podemos fazer algo maquinalmente por toda a vida e nunca nos tornar de fato aquilo que tínhamos a intenção de fazer. Com religião e espiritualidade é também assim. A primeira, a religião, tem a ver com nos conduzir a uma consciência de Deus, com nos dar as ferramentas, as disciplinas para nos prepararmos para a experiência de Deus. A outra, a espiritualidade, tem a ver com transformar a modo como vivemos como resultado daquela consciência, com infundir na vida toda um senso de Presença que transcende o imediato e lhe dá significado”. “ A religião sem o espírito que ela deve preservar pode se tornar positivamente irreligiosa: marginal

JUSTIÇA É UMA SÓ

Imagem
Com olhos abertos ou fechados? Eduardo Gianetti “ A idéia de perfeição é obviamente uma ficção humana. Seu grande mérito – como no caso das utopias em geral- é servir como um contraste que inspire e permita realçar com tintas fortes a expressão do hiato entre o que é e o que pode ser : a distancia que nos separa do nosso potencial. Mais que um sonho,o ideal é uma arma com a qual se desnuda um mundo injusto , corrompido e opressivo”. “ O caminho do inferno” acusava o militante São Bernardo do século XII, “ está repleto do boas intenções”. O problema é que o imobilismo e a resignação também chegam lá. Se agir é muitas vezes perigoso, deixar de agir pode ser fatal. A arte da convivência externa em sociedade está ligada à arte da convivência interna de cada uma a sós consigo. As regras impessoais da ética cívica são um mal necessário. Elas existem não para nos salvar, mas para nos proteger uns dos outros e de nós mesmos. “ Poderia alguma coisa revelar uma falt

31 DE AGOSTO: CELEBRANDO O BLOGDAY

Imagem
APRESENTANDO CINCO BLOGUES http://www.blogday.org/ No dia 31 de agosto festeja-se o BlogDay, uma iniciativa para podermos conhecer e apresentar cinco novos blogues as leitores. Vamos celebrar a descoberta de novas pessoas e novos blogues!! Cova do Urso: http://cova-do-urso.blogspot.com/ - Portugal Antonio Rosa, astrologo, geminiano, criador da Escola de Astrologia Nova-Lis. Seu blog é sofisticado, com belas fotos e imagens, e com matérias sérias e didáticas a respeito de astrologia, assim como artigos sobre economia, política, animais, meio ambiente, relacionamentos amorosos e espiritualidade. Um presente para a alma. ___________________ Blog do Luís Pellegrini: http://www.luispellegrini.com.br / - Brasil Geminiano de carteirinha, Luís Pellegrini é jornalista, escritor, livreiro, editor; atualmente é diretor de redação da revista Planeta. Já rodou o mundo todo sob as bençãos de Mercúrio. Escreve sobre vários temas, seja política, astrologia, meio ambiente, comportamento, ani

ILUMINADOS

Imagem
Iluminados Ser capaz de experimentar a realidade como ela é, sem distorcê-la com nossas esperanças e medos, recebe, com freqüência, o nome de “ iluminação” ( enlightenment ). Dizemos que uma mente que recebeu iluminação é uma mente ‘ iluminada”. É uma mente que “ viu luz”( light ) ou que vê as coisas sob uma nova luz. Mas existe um outro sentido para a palavra light, igualmente apropriado: “ leve, tornar mais leve, aliviar”. Por exemplo, “ tornar a carga mais leve”. As cargas mais pesadas nesta vida não são nossas cargas físicas, mas nossas cargas mentais. Somos esmagados por nossa preocupação pelo passado e por nossas inquietações sobre o futuro. Essa é a carga que suportamos, a fadiga que vem da nossa temporalidade. Iluminar a mente é libertá-la dessa carga. Uma mente iluminada Não mais é esmagada pelos apegos; é uma mente livre. Sendo livre, essa mente deixa de ser tão séria a respeito das coisas – ela encara as coisas com mais “ leveza”, sob uma “ luz” mais leve. Será por isso

Padamsambhava

Imagem
Padmasambhava, o "Mestre precioso", " Guru Rinpoche" é o fundador do budismo tibetano, e o Buda da nossa época . O mestre Padmasambhava disse: A consciência fresca no presente Tem uma essência vazia, o Corpo Absoluto; Uma natureza luminosa, o Corpo de Felicidade, E um modo de emergência variado, o Corpo de Aparição. Não podemos procurar o Buda alhures. Mesmo meditando, permaneçamos no frescor de quem não medita; Mesmo olhando, permaneçamos no frescor de quem não olha; Mesmo nos apegando, permaneçamos no frescor de quem não se apega; Mesmo nos projetando, permaneçamos no frescor de quem não se projeta; Mesmo reabsorvendo, permaneçamos no frescor de quem não reabsorve; Mesmo distraídos, permaneçamos no frescor não distraído; O que quer que surja, esse frescor que está em nós. É um estado claro como o oceano límpido; Onde felicidade, claridade e ausência de discursividade estão espontaneamente presentes. Enviado por Hélio Biesemeyer

Os Deuses Olímpicos e a Astrologia

Imagem
Na antiga Grécia, o monte Olimpo era a morada dos deuses- nesta ilustração de Monsiau ( século 18), vemos todos eles , possivelmente discutindo o destino dos mortais: Esquerda: Hera, Hades, Dionisio, Ares, Afrodite, - direita Cronos, Helios, Ártemis, Hermes, Poseidon; acima o todo poderoso Zeus. "Visto através das lentes planas da observação do comportamento humano, o mapa astrológico é estático: nada mais é do que uma série de traços fixos característicos, ou um mapa de potencialidades, muitas das quais, por motivos inexplicáveis, parecem não poder ser desenvolvidas perfeitamente pelo indivíduo. No entanto, visto através das lentes tridimensionais de uma dualidade consciente-inconsciente, surge um jogo completo – repleto das curvas e reviravoltas de uma trama surpreendente, povoada de caracteres shakesperianos e tragicômicos, de tramas ornamentadas com palcos e trajes engenhosamente modificados, pontilhadas de sugestões perfeitamente sincronizadas, em que cortinas se ab

E O FRIO QUE NÃO PASSA...

Imagem

JARDIM DA FÉ

Imagem
Jardim da fé “ Qual é esse processo do espírito e da semente cheio de fé que toca o solo nu e o torna rico de novo? Não tenho a resposta completa. Só sei o seguinte: aquilo a que dedicamos nossos dias pode ser o mínimo que fazemos, se não compreendermos também que algo espera que a gente abra espaço para ele, algo que paira perto de nós, algo que ama, e que espera que o terreno certo seja preparado para que ele possa se revelar. Só estou certa de que, enquanto estivermos aos cuidados dessa força de fé, aquilo que pareceu morto não estará morto, aquilo que pareceu perdido também não estará mais perdido, aquilo que alguns alegaram ser impossível tornou-se nitidamente possível, e a terra que está sem cultivo está apenas descansando – descansando à espera de que a semente venturosa chegue com o vento, com todas as bênçãos de Deus, e ela chegará. Clarissa Pinkola Estés Do livro: O jardineiro que tinha fé Editora Rocco, 1996.

DE MANHÃ CEDO

Imagem
De manhã cedo "Uma das principais virtudes de uma disciplina diária é uma transparência adquirida em relação aos apelos de estados de espírito transitórios. Um empenho em se levantar cedo para meditar se torna independente de querer ou não querer agir assim, em qualquer manhã em especial. A prática nos chama a um nível mais alto- aquele de lembrar da importância do estar desperto, e da facilidade com que podemos escapulir para um padrão automático de viver em que faltam atenção e sensibilidade. Acordar cedo para praticar o não- fazer em si é um processo de equilíbrio espiritual. Ele gera calor suficiente para reorganizar os nossos átomos, entrelaça corpo e mente de um modo novo, mais forte e cristalino, entrelaçamento esse que nos mantém honestos e nos lembra de que a vida é bem mais do que fazer coisas. Fixando-se na concentração de manhã cedo, você está se recordando de que as coisas estão sempre mudando, que as coisas boas ou ruins vem e vão, e que é possível incorporar