INTEGRANDO OS OPOSTOS






Jean-Yves Leloup

( Do livro: Caminhos da realização, editora Vozes)

Pergunta:

O que você considera uma pessoa normal?
Resposta:

"Será que vocês já encontraram uma personalidade bem estruturada? O que é uma personalidade bem integrada e bem estruturada?  É uma coisa muito rara e um grande tema de reflexão.
É semelhante à pergunta: O que é um homem normal? Será que o Buda é um homem normal? Se ele for normal, nós todos estamos muito doentes, Se Cristo é um homem normal, nenhum de nós está bem estruturado. Nós ainda não integramos bem o céu e a terra, o infinito e o finito, o rigor e a misericórdia. 
Eu creio que uma pessoa bem estruturada é alguém que está a caminho. em processo. Não podemos dizer que alguém já está estruturado porque então ele estaria acabado,completo. O homem não é um animal perfeito, mas é um animal aperfeiçoável. Nós estamos no caminho do aperfeiçoamento, estamos no caminho da estruturação. E esta estruturação é uma integração dos opostos e dos contrários a fim de que o contrário se torne complementar. 
Trata-se de integrar, em nós, o pai e a mãe, a dimensão masculina e a dimensão masculina. Trata-se de integrar, em nós, os dois hemisférios de nosso cérebro, o modo do conhecimento intuitivo e o modo de conhecimento analítico. Como eu dizia outro dia: um pássaro tem duas asas, a asa do céu e a asa da terra. e em nós falta, mais ou menos, uma asa. O nosso caminho é o de integrar o que nos falta. 

Assim não podemos propor uma imagem de um homem perfeitamente estruturado. Arriscaríamos a fazer dele um ídolo. Porque cada um de nós tem um modo próprio de se estruturar. A estrutura de uma macieira não é igual à estrutura de uma ameixeira. Não temos que imitar uma macieira, se formos uma ameixeira. Mas temos que escutar a nossa própria seiva, nos tornarmos e carregarmos os nossos próprios frutos. 

Isso pressupõe uma certa liberdade em relação aos frutos que são vendidos em nossa sociedade e que nos são apresentados como os únicos que têm valor. Porque, algumas vezes os frutos têm uma bela aparência, mas não tem sabor. Outras vezes são frutos amassados, aparentemente estragados, mas de um sabor muito doce. e a sua estrutura interior não é a aparência mas é o sabor.

Um homem bem estruturado é aquele que tem, em si mesmo, o gosto do ser, através da forma que lhe é própria. E a palavra sábio vem vem do verbo saperer, que quer dizer saborear - e o que faz com que nele, o ser saboreie o Ser. Mas não é uma estrutura que podemos medir.

Colocando a pergunta de uma outra maneira: O que me impede de ser eu mesmo? e seu eu tirar tudo o que não sou Eu? 
Um homem bem estruturado é um homem que reencontrou o seu centro, e, em torno deste centro,seus pensamentos, seus afetos, encontram sua ordem e sua estrutura. Portanto a pergunta poderia ser: a minha vida tem um centro? Uma vida sem sentido é uma vida sem centro. Podemos fazer todas as coisas estando centrados e fazermos as mesmas coisas sem estarmos centrados. Vejam a diferença.  De um lado estamos estruturados porque tudo está ligado ao seu centro  e, de outro lado, não não estamos centrados, tudo que fazemos nos dispersa, nos pulveriza, nos fragmenta".

página 76 
" Assim temos uma escolha entre uma vida perdida e uma vida doada. Tudo o que não fazemos por amor, é tempo perdido. Tudo o que fazemos por amor, é a Eternidade reencontrada. A unica coisa que não nos podem tirar, a única coisa que a morte não nos pode tirar, é aquilo que doamos. O que tivermos dado, nada, nem ninguém, pode nos tirar. É esta doação, o que fica de nós mesmos.




0 comentários: