Ecobiologia interior 1

Imagem John Stezaker
Por Frei Betto

"Por um minuto, esquece a poluição do ar e do mar, a química que contamina a terra e envenena os alimentos, e medita: como anda o teu equilíbrio eco-biológico?


Tens dialogado com teus órgãos interiores? Acariciado o teu coração? Respeitas a delicadeza de teu estômago? Acompanhas mentalmente teu fluxo sanguíneo? Teus pensamentos são poluídos? As palavras, ácidas? Os gestos, agressivos? Quantos esgotos fétidos correm em tua alma? Quantos entulhos - mágoas, ira, inveja - se amontoam em teu espírito?

Examina a tua mente. Está despoluída de ambições desmedidas, preguiça intelectual e intenções inconfessáveis? Teus passos sujam os caminhos de lama, deixando um rastro de tristeza e desalento? Teu humor intoxica-se de raiva e arrogância?

Onde estão as flores do teu bem-querer, os pássaros pousados em teu olhar, as águas cristalinas de tuas palavras?

Por que teu temperamento ferve com freqüência e expele tanta fuligem pelas chaminés de tua intolerância? Não desperdiça a vida queimando a tua língua com as nódoas de teus comentários infundados sobre a vida alheia.

Preserva o teu ambiente, investe em tua qualidade de vida, purifica o espaço em que transitas. Limpa os teus olhos das ilusões de poder, fama e riqueza, antes que fiques cego e tenhas os passos desviados para a estrada dessinalizada dos rumos da ética. Ela é cheia de buracos e podes enterrar o teu caminho num deles.

Tu és, como eu, um ser frágil, ainda que julgues fortes os semelhantes que merecem a tua reverência.

Somos todos feitos de barro e sopro.

Finos copos de cristal que se quebram ao menor atrito: uma palavra descuidada, um gesto que machuca, uma desconfiança que perdura.

Graças ao Espírito que molda e anima o teu ser, o copo partido se reconstitui, inteiro, se fores capaz de amar.

Primeiro, a ti mesmo, impedindo que a tua subjetividade se afogue nas marés negativas.

Depois, a teus semelhantes, exercendo a tolerância e o perdão, sem jamais sacrificar o respeito e a justiça.

Livra a tua vida de tantos lixos acumulados.

Atira pela janela as caixas que guardam mágoas e tantas fichas de tua contabilidade com supostos débitos de outrem.

(continua)

Ecobiologia interior 2

Frei Betto

"Vive o teu dia como se fosse a data de teu renascer para o melhor de ti mesmo - e os outros te receberão como dom de amor. Pratica a difícil arte do silêncio. Desliga-te das preocupações inúteis, das recordações amargas, das inquietações que transcendem o teu poder.

Recolhe-te no mais íntimo de ti mesmo, mergulha em teu oceano de mistério e descobre, lá no fundo, o Ser Vivo que funda a tua identidade. Guarda este ensinamento: por vezes é preciso fechar os olhos para ver melhor.


Acolhe a tua vida como ela é: uma dádiva involuntária. Não pediste para nascer e, agora, não desejas morrer. Faz dessa gratuidade uma aventura amorosa. Não sofras por dar valor ao que não merece importância. Trata a todos como igual, ainda que estejam revestidos ilusoriamente de nobreza ou se mostrem realmente como seres carcomidos pela miséria.

Faz da justiça o teu modo de ser e jamais te envergonhes de tua pobreza, de tua falta de conhecimentos ou de poder. Ninguém é mais culto do que o outro. O que existem são culturas distintas e socialmente complementares.

O que seria do erudito sem a arte culinária da cozinheira analfabeta?


Tua riqueza e teu poder residem em tua moral e dignidade, que não têm preço e te trazem apreço. Porém, arma-te de indignação e esperança.

Luta para que todos os caminhos sejam aplainados, até que a espécie humana se descubra como uma só família, na qual todos, malgrado as diferenças, tenham iguais direitos e oportunidades. E estejas convicto de que convergimos todos para Aquele que, supremo Atrator, impregnou-nos dessa energia que nos permite conhecer a abissal distância que há entre a opressão e a libertação.

Faze de cada segundo de teu existir uma oração. E terás força para expulsar os vendilhões do templo, operar milagres e disseminar a ternura como plenitude de todos os direitos humanos. Ainda que estejas cercado de adversidades, se preservares a tua ecobiologia interior serás feliz, porque trarás em teu coração tesouros indevassáveis".

MUDAR

MUDAR

Edson Marques


" Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.


Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,calmamente, observando com atenção os lugares por ondevocê passa.

Tome outros ônibus.


Mude por uns tempos o estilo das roupas.

Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque,e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.


Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama... depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros,


Viva outros romances.

Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade.

Durma mais tarde.

Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.


Corrija a postura. Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.

Tente o novo todo dia. o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor. a nova vida. Tente.

Busque novos amigos.


Tente novos amores. Faça novas relações.


Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de

Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares.

Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.


Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.


Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.

Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.

Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

Seja criativo.


E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.

Troque novamente. Mude, de novo.


Experimente outra vez. Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.


Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!

Hora de agir


Por Tereza Kawall
Que estamos vivendo tempos bicudos ninguém mais duvida. Nestes anos de 2010, 2011, ou 2012 nosso amado planeta estará passando por alinhamentos planetários bastante tensos, e que já estão mostrando esse período de turbulências no mundo, instabilidades sociais econômicas crescentes, temores de uma grande guerra, ações mais violentas e radicais que se banalizam no nosso estressado cotidiano. Há tantos e tantos seres humanos que não tem comida, roupa, moradia ou simplesmente água para beber. O que fazer, afinal?

É preciso ser resiliente, criar uma “musculatura interior”, uma forma de atravessar as dificuldades com mais determinação e flexibilidade. Somos todos co-autores da nossa realidade e isso exige mais atenção e AÇÃO.
Logo, em abril de 2011, teremos muitos planetas no signo de Áries, que me faz pensar que ações são verbos, fazer acontecer algo.
Assim em sintonia com o “ céu que nos protege”, precisamos fazer mais, tomar iniciativas, sair do discurso e partir para ação. Dentro do espírito da sincronicidade do deus Marte, que rege Áries, “ ir à luta” parece ser um caminho bem adequado. Não contra alguma coisa ou alguém, mas a favor da gente mesmo e das coisas que acreditamos.

Sempre que possível:

PROJETE: coisas boas e positivas para o seu dia logo que acordar. Acredite no poder das imagens que você criou.

RESPIRE: profundamente, sempre, lembrando que este foi o seu primeiro ato ao chegar aqui e que será também o último na hora da sua partida.

ALONGUE: seu corpo e seu espírito, eles são uma coisa só. O “alongamento” espiritual permite olhares diferentes para as mesmas coisas.

AME: amar é prestar atenção.

CUIDE: de alguém, de um animal, converse com as plantas, e cheire as flores, olhe suas cores, são maravilhas instantâneas e gratuitas!

CULTIVE: a gentileza com pessoas próximas, pequenos milagres surgem com um simples sorriso.

NAMORE: a vida, pessoas, lugares novos e coisas bonitas.

RECICLE: lixo, amigos chatos, roupas velhas, pensamentos paralisantes ou inúteis.

PEÇA: ajuda quando precisar: a telepatia é uma coisa bacana, mas poucos sabem praticá-la.

APROVEITE: todas as oportunidades para dar uma boa risada!

COMPRE: mais saúde e menos coisas desnecessárias.

ANDE: mais a pé, não importa o lugar, observe as coisas que não pode ver dentro do carro em movimento.

DECRETE: o fim dos modelos e ideais de beleza e riqueza.

DESLIGUE A TV: telefone para alguém querido, será bem mais interessante.

IMPROVISE: quando aquilo que foi combinado não deu certo.

REIVINDIQUE: seus direitos, e se livre do: “Ah, não adianta mesmo”

RECLAME : menos, olhe mais à sua volta.

FALE: sobre coisas interessantes que aconteceram.

ELOGIE: as pessoas gostam e você também.

VÁ SE LIVRANDO: do: “tenho que”, compulsivo que neurotiza a vida, nos deixa culpados.

VALORIZE:o caminho já percorrido, as conquistas feitas.

MEDITE: ao menos 15 minutos por dia. Tempo é preferência!

ANOTE : seus sonhos – o que eles te dizem?

PRATIQUE: o altruísmo, não custa nada e rende muito para a alma.

ADMITA: que é carente, sim, qual o problema? Todos somos.

DESLIGUE: o celular quando estiver fazendo uma refeição; coma só a comida.

PERDOE: os invejosos, perdoe a você mesmo/a.
“O perdão é perfume das violetas que estão sob o sapato que as esmagou”.

CONFIE: no Universo que é generoso, e em pessoas de têm um bom coração.


Pois.... LA NAVE VA.

Veja mais na matéria sobre resiliência: “A arte de dar a volta por cima”, revista Planeta.
http://www.terra.com.br/revistaplaneta/edicoes/449/artigo163974-1.htm
NUT, deusa celeste do antigo Egito




Uma interface entre a Astrologia e a Psicologia de Carl Jung.


Curso ministrado pela astróloga e psicoterapeuta junguiana Tereza Kawall na Astrobrasil .


O curso é direcionado à astrologos e psicólogos que desejam aperfeiçoar e aprofundar o trabalho na prática clínica e de atendimento, especialmente aqueles que seguem a orientação junguiana.

O curso é formatado em módulos abrangendo aulas teóricas e aulas mais vivenciais. Ambas também têm por objetivo o processo de autoconhecimento, que é fundamental para o profissional que deseja trabalhar com orientação e aconselhamento psicológico de forma mais efetiva e transformadora.




Para mais informações, acesse: