Conhecimento é Liberdade






"Durante o século XVIII, as ciências e as tecnologias que haviam surgido no Ocidente a partir do renascimento, começaram a mudar a face do mundo. Inventos rapidamente se sucederam uns aos outros: o motor a vapor, a máquina debulhadora, o descaroçador de algodão e o antigo telégrafo; a impressora de rolo, o motor eletromagnético, a colhedeira e o telefone. Logo as descoberta da das células, das bactérias e do raio-X transformou o mundo da medicina.
Neste século, a teoria quântica, a teoria da relatividade e a fissão do átomo inauguraram a nova era da tecnologia nuclear, revolucionando nossos conceitos de tempo e espaço.

Século após século,a cultura humana se construiu sobre si mesma. O relâmpago que pôs fogo na floresta de onde o homem primitivo roubou as suas primeiras chamas, foi mais tarde utilizado para provar a existência da eletricidade. Carroças de rodas maciças inspiraram a criação de bigas com rodas de aros e,posteriormente , trens de ferro foram sendo refinados e movidos sucessivamente por cavalos e bois, vapor, eletricidade e gasolina.
Hoje combustíveis mais potentes propulsionam aeronaves que navegam para o espaço exterior, explorando planetas que nossos ancestrais apenas podiam admirar no céu da noite.

Emergindo da utilização de ferramentas de pedra, fogueiras, jarros de barros e peles de animais, a civilização humana ascendeu a um plano inimaginável a nossos ancestrais.

... A Terra e o Sol que a alimenta, foram criados por uma conjunção de circunstancias que não compreendemos inteiramente. Elementos formados em partes desconhecidas do universo juntaram-se e estabilizaram-se dentro de um equilíbrio dinâmico para dar forma ao nosso mundo e às suas características.


No curso do tempo, eles deram origem a uma variedade especial de moléculas, dotadas de códigos capazes de gerar células vivas. Num processo que ainda hoje parece milagroso, a Terra foi sendo preenchida por inúmeras formas de vida. Dentre estas, somos a mais recente e, possivelmente a mais inteligente.

Embora não seja possível sabermos a duração do nosso tempo, neste momento temos uma oportunidade preciosa de participar plenamente da vida e preencher o destino do ser humano.
Qual seria a melhor maneira de acrescermos àquilo que nos foi dado pela natureza e pelos esforços daqueles que nos precederam? Que futuro vamos construir para nós mesmos e para aqueles que nos sucederão? Que sabedoria informará as nossas ações? Que visão irá nos guiar e nos inspirar a preservar todo o que há de bom para os seres humanos e para a Terra, pondo de lado tudo o que era destrutivo?

Se as nações do mundo se unissem por laços de paz e amizade, compartilhando conhecimentos, tecnologias e recursos para elevar a qualidade de vida de todos os seres humanos, que limites haveria para os benefícios que poderiam ser colhidos?


Utilizando o poder da inteligência humana, em toda a sua extensão, podemos buscar as causas que estão na raiz das dificuldades entre pessoas, culturas e nações, e descobrir o conhecimento de que precisamos para criar o melhor futuro possível para todos os povos do mundo”.
Autor: Tarthang Tulku
Livro: Conhecimento da Liberdade: Tempo de Mudança
Editora Dharma, 1990
Instituto Nyingma do Brasil

0 comentários: