Horas Arquetípicas do Cosmos


Por Isidoro Calha
“ Os astros não causam nada, são como ponteiros de um relógio no qual podemos ler as horas arquetípicas do cosmos.


As cartas natais indicam episódios de transformação psíquica. Não há uma psique dentro e um cosmos fora, a não ser uma dinâmica integrada, para a qual a astrologia pode traçar cartas. Cosmos e Psique são duas formulações de uma mesma e única realidade.

(“ Tudo respira em uníssono”, disse Plotino).
Há uma dinâmica cósmica, uma melodia que cada um reproduz com seu estilo. Como funciona essa dinâmica cósmica, é um mistério, até agora a ciência mais canônica não a alcança. Por isso o empenho de Tarnas.


Como as conjunções dos astros dão visibilidade à dinâmica cósmica, ou a dinâmica arquetípica da psique, é o que estuda sua “ astrologia arquetípica”, que concorda com os enfoques atuais da psicologia transpessoal, com a física quântica, a teoria do caos, e dos fractais, e ecologia e a teoria de Gaia, a filosofia holística, todos os esforços para encontrar uma teoria do campo unificado.


A astrologia arquetípica serve para intuir o movimento profundo das coisas, como o bom surfista intui o das ondas, ajuda a surfar melhor na onda do futuro.

Uma imagem chave, a do surfe, também sloterdijkiana, possivelmente e a de uma nova mudança de paradigma. E , se, de verdade, o for?

Babelia, O PAÍS, 9/08/2008

Sobre o livro Cosmos and Psyche, de Richard Tarnas, já traduzido para o espanhol.

2 comentários: