EROS


 
























“ Embora conhecido através de inúmeras genealogias, Eros, como o deus do Amor, é a força universal da atração, aquela que impulsiona os seres a se unirem. Segundo o poeta grego Hesíodo, Eros é o mais belo dos deuses, e é aquele que transtorna o juízo dos deuses e dos homens.

Com a evolução do mito, Eros se transformou em Cupido(para os romanos), sempre representado por um garotinho alado, que fere os corações com suas flechas envenenadas de amor e paixão. Travesso e caprichoso, ele jamais cresceu; sua irracionalidade e imprevisibilidade são características próprias do amor. Quem já ficou cego ou louco por amor bem conhece o seu poder!
Seu poder interfere sobre todos os homens e portanto, no próprio curso do mundo. Nele estão simbolizados os desejos da relação e da comunhão amorosa.

O desejo de conexão humana está no princípio evocado por Eros, que como divindade e arquétipo universal, representa o constante pulsar dos homens em busca do seu complemento, e através do qual ele se transforma, tornando-se mais criativo. .Homem e mulher, masculino e feminino buscam-se num eterno anseio de união. A essência da criatividade que está presente nos relacionamentos e no trabalho criativo é sempre o amor”.
Tereza Kawall

“ O encontro de duas personalidades é como o contato de duas substâncias químicas: se houver reação, ambas serão transformadas”.
Carl G Jung

4 comentários:

  • Adelia Ester Maame Zimeo | 27 de julho de 2009 19:03

    "Quando você encontra e conhece outra alma, cumpre o seu destino. Quando você encontra outra alma, encontra também outra partícula de Deus e, se você revela a sua própria alma, revelará uma partícula de Deus e dará algo divino ao outro. Quando Eros vem ao seu encontro, ele o eleva bem alto, para que você sinta e saiba o que , no seu íntimo, anseia por essa experiência e o que é o seu verdadeiro eu, que deseja revelar-se." (Eva Pierrakos)
    Tereza, eles formam um casal muito bonito. E ela é simpesmente linda! Têm traços que lembram você.
    Que através desta união, a sacralidade da vida seja revelada! Abençoada seja! Beijos. Meu Carinho.

  • O Profeta | 28 de julho de 2009 12:22

    O desejo mora no limite da razão
    Há tanto de intemporal em ti
    Solta a palavra em lábios inquietos
    As cores do teu “eu” penso que não vi

    Imaginei-as mil vezes
    Ouro de lei, a limpidez dos diamantes
    O pensamento é cavalo errante
    Feito na viagem de breves instantes


    Boa semana



    Doce beijo

  • Adelia Ester Maame Zimeo | 29 de julho de 2009 08:05

    Tereza Querida, venha buscar seu selo em meu blog. Beijos.