Ondas

foto: Clark Little

Passeio em sonhos

Pelas brancas cabeleiras das ondas

Que se estilhaçam

como ínfimos cristais aquáticos


Obedecendo aos ventos e às correntes

Avançando ligeiro, de encontro à areia.

E retornando a si mesmas,

Deslizam, num súbito encaracolar


Como uma reverência profunda, infinita

Prontas para uma nova impulsão

Um novo ciclo

Mares, rios, oceanos

Quantos mistérios e nuances

Quanta majestade

Em teu silencioso murmurar.
Tereza Kawall,1989

1 comentários:

  • Adelia Ester | 25 de junho de 2009 11:13

    Tereza, que Poema lindo! Parabéns por tamanha inspiração dotada de tanta profundidade e sensibilidade! Vou postar em meu blog, fazendo menção ao seu. Beijo Afetuoso. P.S. Verifiquei que foi escrito em 1989. Este ano tem um significado muito forte para mim, pois foi quando meu filho (um ser muito lindo e assim tão amado) nasceu.